Deputados finalizaram o processo na quarta-feira (Foto:Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A Câmara dos Deputados finalizou na quarta-feira, 7, a votação do 2° turno da Reforma da Previdência. Todos os destaques que poderiam retirar pontos do texto-base foram rejeitados e, com isso, a proposta que segue ao Senado é a mesma aprovada em 1° turno, em julho.

LEIA MAIS: Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência

Conforme informações divulgadas pelo portal de notícias G1, como é uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a reforma necessitava ser aprovada duas vezes na Câmara e agora deve passar por mais duas votações no Senado.

LEIA MAIS: Aprovado texto-base da reforma da Previdência

Em julho, quando foi votada na Câmara, passou por quatro mudanças em relação ao texto-base: a flexibilização das exigências para aposentadoria de mulheres; regras mais brandas para integrantes de carreiras policiais; redução de 20 anos para 15 anos do tempo mínimo de contribuição de homens que já trabalham na iniciativa privada e, por fim, regras que beneficiam professores próximos a aposentadoria.

A Reforma da Previdência deve começar a tramitar hoje no Senado. Um resumo da PEC deve ser lido, em seguida a proposta será publicada no Diário Oficial e no sistema eletrônica da Casa para distribuição aos senadores. Ao todo são 30 dias para que a proposta encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) tenha um parecer votado, dizendo se o texto está em conformidade com a Constituição e se o colegiado concorda com o conteúdo da reforma.

A expectativa é que até o final de setembro seja concluída a análise da proposta.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome