Há tantas pessoas passando fome e, ao mesmo tempo, tanta comida sendo desperdiçada por aí. O Brasil é quarto maior produtor de alimentos do mundo, produz 25,7% a mais do que necessita para alimentar a sua população. Mas, dessa produção, 26 milhões de toneladas são desperdiçados, o equivalente a 64%. A perda de alimentos começa desde a produção e se estende à pós-colheita e ao processamento. Muitos dos casos também ocorrem dentro de casa, por meio de hábitos que passam despercebidos e já fazem parte da rotina. Uma pesquisa sobre hábitos de consumo e desperdício de alimentos, do projeto Diálogos Setoriais União Europeia – Brasil, liderado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) com apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostrou que, em média, são desperdiçados 353 gramas de alimentos, por domicílio brasileiro, diariamente. Individualmente, a média é de 114 gramas por dia.De acordo com nutricionista do Programa Mesa Brasil do Sesc, Juliette Carvalho, hábitos simples podem contribuir na diminuição de alimentos desperdiçados e mudar este cenário. Evitar exageros no momento das compras, reaproveitar os alimentos no preparo de alguns pratos, acondicioná-los da maneira correta são algumas das orientações.

Foto: Pexels / DivulgaçãoDica é evitar exageros no supermercado
Dica é evitar exageros no supermercado

CONSERVAÇÃO

Para que os alimentos durem mais, é importante ficar atento ao armazenamento correto e às técnicas de conservação. “Se forem higienizados e secos antes de serem armazenados na geladeira, frutas, verduras e legumes, em geral, duram cinco dias. Com exceção das frutas tropicais, como banana e abacate, que, se forem para a geladeira, vão escurecer”, salienta.Juliette também orienta que, as sobras de alimentos preparados podem ir logo para a geladeira.Outra dica é organizar a geladeira semanalmente, deixando à vista os alimentos que precisam ser consumidos primeiros e as sobras, pois geralmente elas ficam esquecidas no fundo do refrigerador e acabam estragando.

 

55%dos alimentos desperdiçados em todo o mundo são frutas e vegetais, conforme a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Foto: Pexels / Divulgação Planejar as compras e organizar a geladeira são formas de evita exageros e o desperdício de alimentos
Planejar as compras e organizar a geladeira são formas de evita exageros e o desperdício de alimentos

“As frutas e legumes ‘feios’, que geralmente são rejeitados, contêm vitaminas, minerais e outras propriedades. Este ato já é um exemplo de desperdício”.JULIETTE CARVALHONutricionista do Programa Mesa Brasil Sesc

 

PARA OS ALIMENTOS DURAREM MAIS1 Não deixe alimentos cozidos por mais de duas horas em temperatura ambiente.2 Refrigere rapidamente os alimentos cozidos e os perecíveis, preferencialmente abaixo de 5° C.3 Mantenha os alimentos cozidos quentes (acima de 60° C) até o momento de ser servidos.4 Não armazene alimentos durante muito tempo. O prazo máximo de consumo do alimento preparado deve ser de cinco dias, mesmo que conservado sob refrigeração.5 Não descongele alimentos em temperatura ambiente. O descongelamento deve ser efetuado em condições de refrigeração, em temperatura inferior a 5ºC ou em forno de micro-ondas, quando o alimento for submetido imediatamente ao cozimento.6 Alimentos não devem ser consumidos fora do prazo de validade, pois pode acontecer o crescimento de bactérias patogênicas. Os mais perigosos são leite, embutidos, carnes, maionese.

Foto: Pexels / DivulgaçãoNão deixe alimentos cozidos por muito tempo em temperatura ambiente.
Não deixe alimentos cozidos por muito tempo em temperatura ambiente

ReaproveitamentoSegundo a nutricionista Juliette Carvalho, os alimentos que sobram podem ser reutilizados nas refeições, no preparo de receitas saborosas e fáceis de fazer. Confira algumas sugestões da profissional e saiba como aproveitar essas sobras de comida:- Arroz – canja, arroz de forno, bolinho de arroz, pizza, usar para engrossar uma sopa- Feijão – tutu (feijão mexido), sopa, bolo- Carne – omelete, croquetes, bolinhos, recheio de tortas e pastéis, farofa- Frango – salpicão, risoto, salada caesar, recheio de tortas e panquecas, patês- Legumes e verduras – bolinhos, sopas, recheios de tortas e quiches, panqueca- Peixe – iscas, bolinhos, saladas- Frutas – bolo, compota, sucos, geleias, batidas- Pães – pudim, pizza, torradas, farinha de rosca, bruschetta, canapés

Técnica do branqueamento para congelar vegetaisO ato de congelar faz com que os alimentos durem por mais tempo, porque a água presente neles se transforma em gelo, dificultando o crescimento de bactérias e diminuindo as reações químicas. Porém, antes de congelar, a nutricionista Juliette Carvalho indica que se faça a técnica de branqueamento de alimentos. “O branqueamento serve para preservar o valor nutricional dos alimentos, a coloração e o sabor, podendo deixar os alimentos congelados até três meses”, explica.A técnica consiste em cozinhar os vegetais – lavados e cortados em pedaços pequenos – por pouco tempo em água fervente e, em seguida, resfriá-los numa tigela de água gelada. Em seguida, devem ser escorridos e acondicionados em sacos plásticos próprios para culinária, para levá-los ao freezer ou congelador. Este processo também pode ser utilizado com as frutas mais firmes, como maçã e pera. “As demais, se tiverem estragando, é indicado fazer a higienização e congelar para ser usadas em sucos, batidas ou smoothie.”

Foto: Pexels / DivulgaçãoUse a criatividade para fazer receitas com alimentos reaproveitados
Use a criatividade para fazer receitas com alimentos reaproveitados

Tempo de fervura– Um minuto: Vagem, milho, espinafre, mandioquinha, nabo e pimentão. – Dois minutos: Abobrinha, batata-doce, berinjela, beterraba, abóbora e batata.- Três minutos: aipo, cenoura, couve-flor, salsão, brócolis, batata baroa.- Quatro minutos: couve-de-bruxelas e cenoura.