Após receber denúncia que um veículo HB20 havia abastecido em posto de combustível e seus ocupantes saíram sem pagar em Fontoura Xavier, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou o automóvel por volta das 23h45min, de terça-feira, 6, na frente da Unidade Operacional da PRF em Lajeado.

Ao parar o carro, o motorista entregou aos agentes um documento veicular. Após consulta no banco de dados da PRF, constatou-se que o documento era falso. Um dos dois passageiros do carro entregou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que também possuía indícios de falsificação, crime confirmado por meio de buscas nos sistemas policiais.

Além de utilizar documento falsificado, o passageiro, que possui vasta ficha criminal, utilizava os dados de outra pessoa sem registros delituosos, e disse que possuía informações privilegiadas, por isso conseguia dados, fotos e documentos de outras pessoas. O segundo passageiro não apresentou documento de identificação, fornecendo apenas dados de identificação falsos.

Enquanto os policiais pesquisavam sua identificação nos sistemas policiais, ele fugiu da Unidade Operacional, mas foi capturado logo em seguida. Quando foi trazido de volta à Unidade ameaçou os policiais de morte, deu cabeçadas nos vidro de uma janela, quebrando-o.

Um dos homens ofereceu R$ 30 mil para os policiais rodoviários federais na hora e mais R$ 20 mil depois de serem liberados. Diante da situação, os três moradores da região metropolitana, com 27, 37 e 19 anos foram presos e encaminhados à Polícia Judiciária de Lajeado para o flagrante por uso de documentos falsos, receptação de carro roubado, estelionato, ameaça, dano ao patrimônio público e corrupção ativa.

 

Foto: Leandro Wachholz / PRF DivulgaçãoPrisão ocorreu próximo da meia-noite de terça-feira
Prisão ocorreu próximo da meia-noite de terça-feira