Produção orgânica é alternativa de negócio

-

Cultivar alimentos sem a utilização de agrotóxicos foi uma alternativa de produção para o casal Paulino e Luci Toillier. A família, que mora na Estrada do Alambique, há dois quilômetros do centro de Vale Verde, conta com certificação orgânica da produção há cerca de dois anos.

Na propriedade de 3,5 hectares são cultivados cerca de 500 pés de hortaliças (brócolis, repolho, alface, cenoura) e frutas (pêssego, figo e uva), temperos e outras variedades.

Com experiência na área há aproximadamente 21 anos, Toillier mudou a forma de produção por questão de saúde. “Trabalhei muito tempo com tabaco, mas os produtos utilizados no plantio eram muito fortes e tivemos que reduzir o ritmo de trabalho na lavoura. Por isso, decidimos plantar alimentos orgânicos”, conta.

De acordo com o produtor, já aposentado, além de melhorar o dia a dia de trabalho da família, o cultivo de produtos sem a utilização de agrotóxicos não prejudica o meio ambiente e contribui para a saúde de outras pessoas. “São alimentos muito mais saudáveis, as pessoas podem comer direto da horta”, destaca Toillier.

Além das frutas e verduras orgânicas, o casal também comercializa melado, mel e conservas. “Aproveitamos o que sobra para fazer conservas para vender e para consumo próprio”, explica. O agricultor também fabrica peças em madeira, como mesas e cadeiras, que são vendidas sob encomenda.

Os produtos cultivados na propriedade são vendidos na feira, que ocorre todas as sextas-feiras, das 12h às 17h, nos fundos da prefeitura de Vale Verde. Além disso, os alimentos orgânicos também são distribuídos às escolas municipais e estaduais de Vale Verde, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes