A Secretaria Municipal da Agricultura está com projetos em andamento para fortalecer as redes elétricas em quatro pontos do interior de Venâncio Aires. As

Foto: Geferson Kern / AI PrefeituraQuatro localidades devem ser beneficiadas com o projeto que visa o fortalecimento de energia no meio rural de Venâncio
Quatro localidades devem ser beneficiadas com o projeto que visa o fortalecimento de energia no meio rural de Venâncio

localidades a serem contempladas são Linha Canto do Cedro, Linha Herval, Linha Tangerinas e Linha Isabel. Em todos os locais, o problema alegado pelas comunidades e atestado pelos técnicos da Secretaria é o mesmo: a falta de potência nas redes elétricas existentes. A insuficiência de energia compromete a produtividade rural e a qualidade de vida dos moradores.

A viabilidade de ampliação da oferta de energia elétrica para as três primeiras localidades estão em fase de estudos. Segundo o secretário Hélio Lawall, a ideia é para Linha Tangerinas é dar continuidade à rede trifásica construída em meados deste ano, com recursos próprios da Prefeitura. Para Canto do Cedro e Herval, está sendo analisada a possibilidade de fortalecer o sistema de energia nestes mesmos moldes. Já o fortalecimento da rede para Linha Isabel está em fase de licitação. A obra possui recursos de R$ 50 mil destinados pelo Governo do Estado, mas sua realização depende de autorização da Secretaria Estadual da Agricultura para extensão do prazo final de execução, que expira nas próximas semanas.

A localidade com o maior número de beneficiados seria Linha Canto do Cedro, com 25 famílias, entre propriedades com plantação agrícola, agroindústrias familiares, uma marcenaria e uma empresa de reciclagem. Ao todo, 44 famílias podem ser beneficiadas com os projetos nas quatro comunidades. De acordo com relatórios dos sindicatos Rural e dos Trabalhadores Rurais de Venâncio Aires elaborados neste ano, ao menos 700 agricultores venâncio-airenses alegam deficiência no abastecimento de energia elétrica no meio rural.

AUMENTO DE ICMS PARA REDES HíDRICAS

Outra pauta ligada à eletrificação no meio rural que mobiliza a Secretaria Municipal da Agricultura é o aumento do ICMS no consumo de energia elétrica de redes hídricas. De acordo com Hélio Lawall, as associações hídricas do interior estão sendo notificadas sobre aumento na alíquota do imposto, dos atuais 12% para 25%. A medida afeta diretamente as mais de 60 entidades do tipo que garantem o fornecimento de água na zona rural venâncio-airense.

Nas últimas semanas, Lawall discutiu o tema com os deputados estaduais Adolfo Brito, Sérgio Turra e Frederico Antunes (PP), membros da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa. O secretário defende não só a suspensão do aumento da alíquota, mas o fim da tributação de ICMS sobre o uso da energia elétrica pelas redes hídricas.