Agroindústria de Palanque já recebeu os novos rótulos e ainda neste semestre outra de Picada Mariante será beneficiada (Foto: Wandoir Sehn/Divulgação)

A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), por meio do projeto de extensão Design de Embalagens para Agroindústrias Familiares, selou parceria com o Arranjo Produtivo Local (APL) e a Emater/RS-Ascar para beneficiar agroindústrias familiares do Vale do Rio Pardo. Com foco em valorizar as marcas locais e fomentar suas vendas, o projeto desenvolve a identidade visual e os rótulos dos produtos. No total podem ser contemplados empreendimentos de até 23 municípios conectados ao Corede Vale do Rio Pardo. Venâncio Aires está entre eles.

Até o momento já foram criados e entregues os rótulos para Delicias D’Casa, Embutidos Thier e Conservas Coutinho de Venâncio Aires.

Projeto visa valorizar as marcas locais e fomentar as vendas (Foto: Wandoir Sehn/Divulgação)

Segundo o professor e coordenador do projeto, Rudinei Kopp, todos os materiais são executados de forma gratuita pelo professor e por acadêmicos. “Trabalhamos para proporcionar soluções aos empreendedores do nosso interior, que muitas vezes não possuem tempo ou condições de buscar este tipo de serviço. A ideia central é entregar materiais visuais qualificados e pensados para cada empresa de forma exclusiva e adequada à sua realidade”.

A partir do segundo semestre de 2020, que iniciou no fim de agosto, os trabalhos passaram a fazem parte do plano de aula dos estudantes do curso de Publicidade e Propaganda. As disciplinas de Gestão de Marcas, Direção de Arte 2 e Fundamentos de PP, já estão elaborando soluções criativas e mercadológicas para as agroindústrias participantes.

Desde março, quando iniciaram as atividades do projeto, a APL e a Emater estão intermediando visitas nas agroindústrias familiares. A partir das conversas com o professor Rudinei, ficam claras as demandas de cada empreendimento, que recebe um atendimento personalizado. “Com a parceria auxiliamos os agricultores familiares locais, que são responsáveis pela produção de alimentos, empregos e renda da região”, destaca o gerente regional adjunto da Emater/RS, Carlos Corrêa da Rosa.

Além disso, conforme o gestor executivo do APL, Wandoir Sehn, a carência de rótulos e materiais visuais se tratava de uma demanda existente para as novas agroindústrias familiares. Até o final deste semestre ao menos outras cinco agroindústrias serão beneficiadas, sendo elas pertencentes às regiões de Picada Mariante em Venâncio Aires, Linha Paredão em Sinimbu, Linha São João em Sinimbu, Linha Rio Grande em Sinimbu, bem como do interior de Santa Cruz do Sul.

“A comercialização dos produtos é um elo que precisa ser reforçado entre nossos agricultores familiares e um bom posicionamento da imagem, através das embalagens, é fundamental para alcançar esse objetivo. Então, consideramos a atuação da Unisc muito positiva nesse projeto que proporciona o desenvolvimento da comunidade local através do trabalho em equipe”, conclui o Diretor de Extensão e Assuntos Comunitários da Unisc, Ângelo Hoff.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome