Colheita do tabaco
Produtor de Linha Hansel optou por plantar a mesma quantia da safra passada (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

O tabaco é uma das culturas de destaque em Venâncio Aires e municípios da microrregião. Na última safra, os produtores sentiram uma grande perda na quantidade e qualidade de produção devido ao período de fortes chuvas na época do desenvolvimento e estiagem na hora do ‘amadurecimento’ da folha.

Após prejuízos, a expectativa gira em torno de uma nova safra que já está sendo armazenada nos galpões. Na última semana, a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) divulgou a primeira estimativa para a safra de tabaco 20/21: 606.952 toneladas, nos três estados do Sul do Brasil, o que significa uma redução de 4% comparado à safra passada, que fechou em 633.021 toneladas. Em termos de área, houve uma redução de 6%, passando de 290.397 hectares para 273.356 hectares, nesta safra.

Em Venâncio Aires, são 3.926 famílias em uma área de 7.975 hectares. Conforme a Afubra, a expectativa de safra na Capital Nacional do Chimarrão é de 17.314 mil toneladas. Na safra 2019/20 foram apenas 15 mil toneladas. Produtor de Linha Hansel, João Astor Asmann, 51 anos, se encaminha para a colheita da terceira apanha. “Plantamos a mesma quantia da safra passada, os 40 mil pés. Mas esse ano, apesar da chuva estar faltando de novo, a expectativa com a safra é boa. Tomara que fique melhor que no ano passado”, frisa o agricultor, que plantou o tabaco na metade do mês de julho.

Tabaco na lavoura
Tabaco é uma das atividades agrícolas importante na região (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Presença do tabaco na microrregião

Assim como em Venâncio Aires, em Passo do Sobrado, Vale Verde e Mato Leitão o tabaco é uma das atividades agrícolas com bastante representatividade. Na Cidade das Orquídeas, são cerca de 41 famílias produtoras, com uma produção de 146 mil toneladas em 67 hectares.

No município de Passo do Sobrado, cerca de 825 famílias plantam tabaco em 1.670 hectares. A expectativa de produção é de 3.625 toneladas. Já em Vale Verde, as 273 famílias envolvidas com o tabaco, divididas em 510 hectares, a expectativa é de uma produção de 1.108 hectares.

LEIA MAIS: Afubra divulga estimativa para a safra de tabaco 2020/2021

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome