Inverno é período indicado para poda em árvores

-

A época é considerada favorável para podas domésticas e é nesse momento que dúvidas podem surgir na hora de efetuar o serviço. O agroecólogo Mateus Finkler explica que as podas devem ser realizadas preferencialmente no período do inverno, pois é neste momento que as árvores entram em seu período de dormência. “Pelas baixas temperaturas e pelos dias com menos horas luz, a circulação de seiva na planta diminui, o que faz com que seja propícia a poda das árvores, fazendo com que a planta sofra menos com este estresse e perda menos seiva”, explica.

Conforme Finkler, nada impede que seja realizada alguma poda durante as outras épocas do ano, como poda de limpeza ou contenção. Mas, pensando no bom desenvolvimento da planta, a melhor época é no período do inverno, pois ela sofrerá menos com este manejo.

Independente da situação, as podas necessitam de alguns cuidados como equipamentos esterilizados. Esse cuidado é importante, segundo Finkler, porque caso a planta esteja doente, o material não irá repassar o vírus, bactérias ou fungos para outras plantas. “Esta esterilização pode ser feita com cloro ou com fogo, passando uma chama na lamina da ferramenta.”

Ao efetuar a poda, o agroecólogo explica que acabam sendo feito cortes, abrindo consequentemente feridas na planta e isso serve como porta de entrada para patógenos. “Então não se pode deixar este local exposto. O ideal, sempre depois da poda, é passar um produto a base de cobre, que servirá como selador e fará esta proteção.”

Entre os tratos culturais que podem ser realizados, está a aplicação de caldas, que além de auxiliar na nutrição, serve como preventivo a alguns parasitas e também pragas. Entre as caldas, Finkler cita a calda sulfocálcica, que possui ação fungicida, inseticida e acaricida, sendo utilizada, ainda, como fertilizante foliar. “Esta calda é muito utilizada para o controle e combate de ácaros e de cochonilhas. E também tem a calda bordalesa que auxilia no equilíbrio nutricional das plantas, além de auxiliar no controle de míldio, principalmente em videiras.”

Alguns dias após a poda das árvores frutíferas, o agroecólogo explica que é interessante realizar a adubação destas plantas (no final do inverno, início da primavera), pois isso ajudará a planta a produzir a nova brotação com mais vigor e auxiliará na futura produção de frutos destas plantas.

Podas urbanas

Na cidade, o período para as podas urbanas também é o ideal. De acordo com o biólogo Nilmar Azevedo de Melo, o melhor período para a realização de podas é entre os meses de maio a agosto. “As podas devem ser realizadas com equipamentos adequados, não podendo exceder 30% da copa verde da árvore. A poda deve ser realizada de forma harmônica, a fim de não causar danos estruturais com a árvore”, explica o mestre em Tecnologia Ambiental.

De um modo geral, desde que realizada corretamente, todas as árvores resistem a podas, tendo como exceção os ingás, que não toleram podas anuais. O biólogo recomenda que não se realize podas entre setembro até abril. “Com exceção de frutíferas ornamentais, árvores de sombra, sendo elas nativas ou exóticas não necessitam de podas anuais.”

Caso alguma árvore seja podada de forma incorreta, a multa pode variar de R$ 100 a R$ 1 mil, por unidade, principalmente quando considerada a poda irregular da vegetação em logradouros públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes