(Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

A principal cultura na propriedade de Geraldo Becker, 51 anos, em Vila Palanque é a erva-mate. O produtor divide mais de seis hectares entre ervais, frutas como: figo, citros, graviola e fruta-do-conde, aipim, milho e verduras. “Não tem um canto de terra que não tem erva. Desde que me conheço planto erva-mate”, afirma o agricultor.

Desde que o Programa Municipal de Reflorestamento na Propriedade Rural foi criado pela Prefeitura e permite a compra de mudas de erva-mate com auxílio de 50% do órgão público, Becker participa dos editais e adquire mudas de erva-mate. “No ano passado peguei mil mudas, mas plantei umas 1,3 mil porque catei uns brotes na propriedade. Com a seca, sobraram apenas uns 200 pés. É desanimador pensar”, lamenta.

Plantadas em agosto, as mudas de erva-mate de Becker sofreram com a estiagem, assim como todas as outras culturas na propriedade. “A muda chegava a ‘cozinhar’ com o sol. Perdi árvores de 32 anos. O sol estava muito forte”, acrescenta.

Pés de erva-mate de 32 anos morreram com a estiagem (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

As terras de Becker são bem distribuídas. Alguns ervais contam com culturas consorciadas e outros são beneficiados com a adubação verde. A cada ano, o produtor faz a rotação de cultura nos ervais, mas tem como projeto ampliar a produção de erva.

Geraldo Becker, de Vila Palanque, mostra as mudas de erva-mate que já receberam a primeira poda com seis anos. (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Hoje, Becker tira uma média de 1,8 mil a 2 mil arrobas. Em cinco anos, a meta é chegar aos 3,5 arrobas. “Isso só vai ser possível pois há anos estou replantando e ampliando meu erval. E com os editais para conseguir as mudas isso se torna possível.” A época de julho a agosto, segundo o produtor é a ideal para plantar as mudas. A expectativa é de que a estiagem não se repita.

Produtor plantou mais de 1,3 mil mudas de erva-mate e com a estiagem apenas 200 sobraram (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Becker, que também é verdureiro ambulante, conta que neste ano, os prejuízos na propriedade foram grandes. “Perdi vários pés de erva, além das muitas árvores antigas, algumas de mais de 30 anos. Perdi plantação de melancia e melão e um prejuízo grande nas hortaliças que entrego nas casas das pessoas. É muito triste”, acrescenta Becker.

“A gente precisa de incentivo. O agricultor também precisa de ajuda. Plantar erva é uma cultura difícil, precisamos do olhar dos órgãos competentes também.”

GERALDO BECKER

Produtor de erva-mate

Inscrições para interessados na aquisição de mudas de erva-mate terminam na sexta

Seguem até a sexta-feira, 17, as inscrições de produtores interessados em adquirirem subsídios na aquisição de transporte de mudas de erva-mate por meio do Programa Municipal de Reflorestamento na Propriedade Rural. Serão destinados R$ 30 mil para subsídio na aquisição e transporte de mudas de erva-mate aos produtores interessados.

Cada produtor tem direito de até mil mudas de erva-mate e o Município irá subsidiar metade do valor. Agricultores interessados podem efetuar a inscrição junto à Secretaria de Desenvolvimento Rural, munidos de documentos pessoais, comprovante de inscrição em talão de produtor rural, certidão negativa de tributos municipais e cópia do projeto técnico da Emater.

A homologação das inscrições se dará por profissionais técnicos da Secretaria e Emater. Todos os produtores inscritos terão uma visita prévia de avaliação, a ser realizada por técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Rural e ou da Emater, a qual possibilitará a elaboração do Projeto Técnico de Viabilidade. Todas as inscrições homologadas serão avaliadas pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (Comder), considerando os critérios de viabilidade do projeto técnico.

Ervais serão reestruturados com os editais de mudas de rva-mate (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Conforme o técnico agrícola do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Alex Davi Gregory, o programa incentiva os produtores a cultivarem a erva-mate e auxilia a expandir a cultura no município.

“O atual programa de reflorestamento desenvolvido pela administração pública é um ótimo incentivo para os produtores de erva-mate. Ele contribui como um estímulo a permanência da cultura nas propriedades e segue freando o arranquio dos ervais.”
ALEX DAVI GREGORY

Técnico Agrícola da Emater

Frutíferas

Para subsídio na aquisição e espécies arbóreas frutíferas, o poder público irá destinar R$ 10 mil. Cada produtor tem o direito de até cem mudas frutíferas e auxílio de R$ 4,75, por muda. Produtores interessados também devem comparecer na secretaria com documentos e efetuar a inscrição até sexta-feira, 17. Em caso de haver mais produtores classificados que o valor disponível para o incentivo, serão adotados como critérios de desempate comprovar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). O segundo critério será a ordem de protocolo de inscrição.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome