Nascentes Venâncio Aires
Nascente recuperada em Linha Isabel (Foto: Leandro Osório/AI PMVA)

Mais duas propriedades de Venâncio Aires foram visitadas na sexta-feira, 12, a partir do roteiro proposto pelo Comitê das Nascentes do Arroio Castelhano. O objetivo é realizar vistorias in loco nesses locais, que já foram recuperados pelo Programa de Recuperação das Nascentes.

Na propriedade de Leomar Goettems, em Linha Isabel, a vazão da fonte recuperada é de 2,5 metros cúbicos por dia, o que equivale a 100 litros por hora e dá suporte para o consumo de duas famílias. A segunda nascente vistoriada, de propriedade de Marcelio Poll, em Picada Bohn, Linha Brasil, supre a demanda de uma família e também tem vazão com as mesmas métricas equivalentes a 2,5 metros cúbicos por dia e cerca de 100 litros por hora. Nas duas propriedades há cultivo de tabaco e da agricultura de subsistência para o consumo próprio.

Para Leomar Goettems, a água vinda direto da fonte garante uma melhor qualidade de vida. “Antes era tudo de um poço e depois que fizeram essa obra aqui na propriedade ficou mais seguro para beber água e fazer as refeições”, conta. Já para a família de Picada Bohn, ter água limpa e natural é um privilégio. Poll conta que foi um trabalho muito bem feito e que garantiu uma água de qualidade para a família. “A gente utiliza também na nossa horta, dando melhor qualidade nos alimentos que produzimos aqui. É uma água limpa e boa de se beber”, relata.

Acompanharam as visitas nas propriedades o prefeito Giovane Wickert, o vice-prefeito, Celso Krämer, o engenheiro agrônomo, Giovane Nervo, o assessor administrativo da Secretaria Municipal  de Meio Ambiente, Eder Schroeder, e o gerente local da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Ilmor Dörr. Todos são integrantes do Comitê das Nascentes do Arroio Castelhano.

Nascentes Venâncio Aires
Visita na nascente recuperado em Linha Brasil (Foto: Leandro Osório/AI PMVA)

Sobre o programa de recuperação das nascentes

O Programa de Recuperação das Nascentes do arroio Castelhano, iniciado em 2018, já proporcionou a recuperação de 15 nascentes. Além de melhorar a estrutura do local, a iniciativa também inclui a promoção de pesquisa, análises da qualidade da água, preservação e proteção da mata nativa e orientações gerais para um melhor abastecimento de água no futuro em Venâncio Aires. Até o ano passado, já haviam sido catalogadas 243 vertentes naturais mapeadas pelo interior do município.

LEIA MAIS: Nascentes recuperadas garantem água para 22 famílias em Venâncio

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome