Onda de frio causou prejuízos à agricultura

-

Na semana passada, uma forte geada marcou presença em Venâncio Aires assim como em grande parte do estado. O frio intenso preocupou agricultores que temia perder suas culturas. A Emater/RS-Ascar de Venâncio Aires realizou visitas a produtores e percorreu o interior para avaliar os danos causados pela geada.

Segundo o chefe do escritório local da Emater, Vicente Fin, o município teve um impacto menor, considerando outras regiões do estado que tiveram culturas completamente afetadas. Os principais prejuízos em Venâncio Aires foram no pêssego, com o abortamento dos frutos, banana, pitaya e abacate. “O trigo nas regiões mais baixas também sofreu, mas não foi tão intenso. O milho e o tabaco vão se recuperar. Não tivemos tantos prejuízos nas culturas de verão”, afirma o engenheiro agrônomo. As árvores de citros também sofreram com a geada e, conforme Fin, irão se recuperar.

Trigo

Em outras regiões do Brasil, conforme divulgado pela Metsul, os prejuízos foram significativos na área da agricultura. Além disso, países vizinhos como Argentina e Paraguai também apresentaram perdas.

A estimativa de mercado aponta que, no Rio Grande do Sul, segundo maior produtor de trigo do país, até 30% da safra de trigo pode ter sido perdida em razão do frio intenso e da forte geada. Conforme a Metsul, relatos de produtores são de perdas quase totais em algumas áreas e de quebra, ainda, nas culturas de milho, canola e aveia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes