Jaqueline e Lucas colheram 150 trouxas de baixeiro e aguardam a secagem do tabaco (Foto: Arquivo Pessoal)

Em muitas regiões do município, produtores de tabaco tiveram lavouras atingidas com o granizo registrado no domingo, 6. Foram quase 600 produtores de Venâncio Aires que registraram perdas na atual safra. Por outro lado, outras regiões que não foram atingidas iniciam a colheita do tabaco. Na quinta-feira, 10, quando o sol voltou a aparecer e a chuva deu uma trégua, agricultores aproveitaram para iniciar a colheita do baixeiro.

A reportagem da Folha do Mate vem acompanhando a primeira safra do casal Lucas Ariel Bergmann, 21 anos, e a namorada Jaqueline Taiane Theis, 20 anos, de Centro Linha Brasil. Ao lado dos pais de Lucas, Sueli e Roni, os jovens agricultores decidiram iniciar a vida na agricultura de forma oficial e plantaram em torno de 40 mil pés de tabaco. As primeiras mudas foram para a lavoura no dia 16 de junho. No dia 20 de agosto, a aflição dos jovens foi a previsão de geada forte e possível formação de neve. “Por sorte, aqui na nossa região, o frio veio, mas sem causar estragos”, lembra Jaqueline.

Na selfie, casal registrou o início da colheita do baixeiro (Foto: Arquivo Pessoal)

Na quinta-feira, 10, o casal iniciou a colheita do baixeiro nos quase dois hectares. Por ser a primeira apanha, da primeira safra, o casal está na expectativa de ver o resultado depois do tabaco estar seco. Lucas e Jaqueline colheram uma média de 15 arrobas e a secagem do tabaco na propriedade é feita em estufa elétrica. “O fumo está muito bonito, mas por causa da geada alguns mil pés ficaram um pouco pra trás. Mas, pela qualidade que a gente percebe, acreditamos que vai secar bonito. Ainda não sabemos como vai ficar, estamos na expectativa”, diz a jovem.

De cada pé, são colhidas em média cinco folhas, o tabaco que foi cultivado mais cedo tem como objetivo evitar o calor de dezembro e ganhar mais qualidade. Nessa etapa, foram colhidas 150 trouxas. As folhas de tabaco precisam ficar cinco dias no forno elétrico a uma temperatura de 90 a 150 graus. Daqui a duas semanas, o casal espera colher a segunda apanha.

Leia mais:

Frio pode atrasar a colheita de tabaco

Família Bergmann inicia o transplante das primeiras mudas de tabaco

Chuva de granizo tira esperança de uma boa safra para produtores de tabaco, em Venâncio

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome