Uma primavera com chuva abaixo da média

-

A estação das flores, que começou na quarta-feira, 22, às 16h21min, deverá apresentar volumes de chuva abaixo da média na maior parte do Rio Grande do Sul. O trimestre vai iniciar com padrão de neutralidade, o que deve trazer precipitações regulares no decorrer de outubro. Mas, de acordo com o meteorologista da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Flávio Varone, o contínuo resfriamento das águas no Oceano Pacífico Equatorial indica a possibilidade de ocorrência do fenômeno La Niña, o que seria determinante para diminuição da chuva sobre o Estado no último bimestre de 2021.

Para outubro, as projeções indicam precipitações próximas da média na maioria das regiões. Em novembro e dezembro, a previsão indica a redução da chuva e são esperados valores abaixo da média em todas as regiões. O prognóstico das temperaturas mínimas e máximas indicam valores ligeiramente abaixo da normalidade nos meses de outubro e novembro, com valores mais elevados em dezembro.

Possível La Niña

Com a possibilidade do fênomeno La Niña, especialistas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fenômeno será de curta duração e não muito intenso. Ainda assim, deve afetar a regularidade das chuvas em várias regiões.

“Estamos esperando [a ocorrência do] La Niña durante a primavera, mas deverá ser de curta duração e não muito intenso”, disse a coordenadora de Meteorologia Aplicada, Desenvolvimento e Pesquisa do Inmet, Márcia dos Santos Seabra, durante evento virtual sobre as perspectivas climáticas para a estação para a Agência Brasil.

No boletim meteorológico divulgado na última semana o Inmet prevê a formação de frentes frias que deverá favorecer a ocorrência de chuvas regulares no Sul do Brasil.

notícias rural Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes