Uma safra cheia de bergamotas

-

Neste ano, praticamente todas as condições foram favoráveis para a produção de bergamotas em Venâncio Aires. O clima ajudou e os pomares domésticos e comerciais, tanto na cidade quanto no interior, estão literalmente ‘despencando’ a fruta.

Em Vila Santa Emília, Sérgio Halmenschlager, 55 anos, e a esposa Flávia Halmenschlager, 45 anos, já percebem que o pomar está mais carregado em comparação ao ano anterior. “Sempre gostei muito de plantar árvores. Temos de tudo um pouco”, cita o agricultor.

Nos anos 90, o casal foi incentivado pela Emater e plantou cerca de 500 mudas de laranja umbigo. “Mas a gente perdeu algumas árvores e, com o tempo, foram ficando velhas e pararam de produzir. Aqui o carro-chefe sempre foi a erva-mate, então as frutas vêm como uma renda extra”, explica Halmenschlager.

Hoje, em fase de produção, o casal cultiva cerca de 400 pés de bergamota e laranja. “Plantamos bastante variedades. Mas, além da bergamota comum, a ponkan e a morgote são as mais cultivadas aqui”, frisa o produtor rural.

De forma indireta, as vendas são todas feitas somente na propriedade. “Esse ano tem bastante fruta. É o ano da bergamota”, salienta Flávia. “Nosso município é tão grande e vem tanta fruta de fora, mas nós temos potencial para a produção”, acredita Halmenschlager.

O valor da bergamota varia de acordo com a safra, segundo o produtor. O quilo da fruta varia de R$ 2,50 a R$ 3,00 “No começo, a gente ganhava muito bem. Hoje já não é tanto, pois as outras coisas subiram muito, é relativo. Mas dá um bom extra nessa época em que a erva-mate para”, comenta.

Conforme o engenheiro agrônomo e chefe do escritório local da Emater-RS/Ascar, Vicente Fin, Venâncio Aires terá uma boa safra de bergamotas. “É o ano. O clima ajudou, foram dias quentes e noites mais amenas e chuvas regulares para a cultura”, analisa.

Comercial

Atualmente, são cerca de 93 hectares de bergamota no município, “mas muito pouco é comercial”, frisa Fin. São 24 hectares de pomares comerciais da fruta. “Tivemos o plantio de alguns pomares há cerca de dois anos através do Programa de Fruticultura do Município. Essa política pública precisa ser destacada, pois isso irá restabelecer os pomares comerciais no futuro nem tão distante”, comenta o engenheiro agrônomo.

Na Capital Nacional do Chimarrão são cerca de 7,3 mil pés de bergamota e a colheita gira em torno de seis mil caixas na safra. “A fruta é muito vendida de forma direta pelo produtor. Além disso, os programas institucionais absorvem boa parte da produção. Sem contar as feiras rurais”, destaca o chefe do escritório local da Emater.

“Teremos uma boa safra de bergamotas, isso que ainda não estamos na fase de maturação final, mas já se percebe que elas estão com um bom tamanho, bem desenvolvidas.”

VICENTE FIN – Chefe do escritório da Emater/RS-Ascar em Venâncio Aires

Bergamota mais doce

• Sérgio Halmenschlager cultiva uma bergamota diferente, a bergamota do céu. Um variedade mais doce e precoce. Para o engenheiro agrônomo Vicente Fin, neste ano a variedade está com uma grande produção. “Foi um dos anos que mais vi a bergamota do céu”, cita.

Bergamota do céu é mais doce e a variedade é precoce (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Variedades de bergamotas em Venâncio

  • Ponkan
  • Morgote
  • Caí
  • Mexerica (conhecida como bergamota comum)
  • Montenegrina (bergamota tardia)

Citros em Venâncio

  1. Além da bergamota, o limão vem conquistando seu espaço na produção do município. Já são oito hectares, sendo seis comerciais. “Temos uma produção de 1.550 caixas por ano”, comenta Fin.
  2. As variedades de limão mais cultivadas são Taiti e galego e a maioria das vendas ocorre em mercados e fruteiras do município.
  3. A laranja é a que mais ocupa espaço no município: são 200 hectares e, destes, 72 com finalidade comercial. “Nós perdemos muita área comercial de laranja por invasão de pragas”, cita Fin.
  4. As variedades de laranja mais cultivadas são Valência e a Bahia (umbigo).

Aproveitamento da fruta

Apesar de a época para comer a bergamota morgote ainda não ser a ideal, pois ela é uma variedade mais tardia, a família Halmenschlager já a utiliza para preparar sucos e um delicioso bolo. Confira a receita da agricultora Flávia.

Bolo de bergamota
Receita da Flávia é aprovada por toda a família (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Bolo de bergamota morgote da Flávia Halmenschlager

Ingredientes

• 3 ovos

• Meio copo de azeite

• 1 copo de suco de bergamota

• 2 tiras de cascas de bergamotas finas

• 2 copos de açúcar refinado

• 2 copos de farinha

• 1 colher de fermento

• 1 pitada de sal

Modo de preparo

• Bater todos os ingredientes a mão, porém deixar a farinha e o fermento para adicional no final.

• Após untar uma forma e polvilhar com açúcar refinado e assar em forno médio em 180 graus por cerca de 40 minutos.

LEIA MAIS: Porongo: da fabricação de cuias ao artesanato

notícias rural Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes