Eventos em casas de festas infantis, jogo de campo e ações beneficentes estão autorizados

-

A Prefeitura de Venâncio Aires anunciou nesta segunda-feira, 14, mudanças no Decreto Municipal de enfrentamento ao Covid-19 e houve flexibilização para o funcionamento de eventos.

De forma parcial, serão retomadas as atividades das casas de festas infantil com bufê. Para isso, deve ser disponibilizado um monitor a cada cinco crianças, funcionamento de no máximo três horas até às 23h e capacidade de 20% do Alvará de Prevenção e Proteção contra Incêndio (APPCI), limitado a 60 pessoas. Será necessário ainda conferir a temperatura de todos os convidados e colaboradores (em caso de temperatura acima de 37,8 graus, a entrada deve ser proibida). As mesas e cadeiras dos convidados estarão dispostas conforme orientação de distanciamento, obedecendo à distância mínima de dois metros entre elas, com limitação de quatro pessoas por mesa.

O momento do “Parabéns” será restrito e apenas a família do aniversariante ficará próxima à mesa do bolo e os convidados deverão permanecer em seus lugares. O serviço de bufê será permitido sem autosserviço. Os proprietários deverão ter a lista de convidados com 24 horas de antecedência.

Segundo a fiscal de Posturas e coordenadora técnica da Secretaria da Fazenda, Daniele Mohr, o Município vem analisando o cenário e tentando alternativas para uma retomada gradual da economia. “As casas de festas, por exemplo, são um segmento bastante prejudicado, desde março fechado. Além disso sabemos que tem aumentado o número de aglomerações clandestinas.”

Ainda conforme Daniele, a ideia é seguir o exemplo das medidas junto à Educação Infantil. “Como precisamos criar um protocolo pra liberar esse tipo de evento, começamos por um segmento que podemos testar e controlar. Assim como foi do Turno Oposto, com uma quantidade pequena, para depois toda a Educação Infantil. O objetivo é testar para tentar liberar outros tipos de evento.”

Outros

Além das casas de festas infantis, houve flexibilização na área do esporte e ações sócio-beneficentes. A medida autoriza a prática de futebol de campo, com times de no máximo 11 pessoas. Mas, antes de cada jogo amador, é preciso retirar o termo de responsabilidade junto à prefeitura. Também são obrigatórios os protocolos de higienização, como a disponibilização de álcool gel 70%, pia com água corrente, sabão líquido e toalhas descartáveis. Ainda será necessário conferir a temperatura e os jogos não podem ter público.

Além disso, o Decreto Municipal nº 7.269 autoriza a realização de ações sociobeneficentes, em entidades e comunidades, como galinhadas e feijoadas, que sejam para angariar recursos.

*Com informações AI Prefeitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes