Governo do Estado lança programa para atender pessoas com autismo

-

Lançada na segunda-feira, 5, por meio de um decreto assinado pelo governador Eduardo Leite, a Política de Atendimento Integrado à Pessoa com Transtornos do Espectro Autista (TEA), pretende fortalecer as redes municipais de saúde, de educação e de assistência social no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias. Também conhecida como programa TEAcolhe, a medida possibilita a criação de 30 Centros Regionais de Referência (CRR) e sete Centros Macrorregionais de Referência (CMR) em todo o Estado.

Com isso, cada Centro Regional de Referência em TEA será destinado ao atendimento dos casos severos, graves e refratários da região, definidos por protocolo previamente estabelecido. As ações dos centros de referência em TEA poderão ser executadas, prioritariamente, por serviços públicos já existentes ou, de forma complementar, por instituições privadas, com expertise no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias, sempre norteadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde, do Sistema Único de Assistência Social e do Sistema Nacional de Educação.

A proposta do Governo Estadual trouxe expectativa para Venâncio Aires, que desde 19 de julho de 2018, conta com a Associação Pró-Autismo Esperança Azul. A instituição possui 40 famílias cadastradas que utilizam estes serviços. “Estamos na torcida para que um destes centros possam ser instalados no município para suprir a demanda das pessoas com autismo de moderado a grave”, comenta a presidente da associação Ramone Ferreira Mohr.

Segundo ela, é importante ter um lugar específico para o tratamento destas pessoas que se enquadram nestes níveis. “Os portadores de autismo leve têm mais acesso a outros tipos de atividade, diferentemente daqueles que possuem o transtorno moderado a grave que, geralmente, permanecem em casa”, enfatiza.

Na próxima quarta-feira, a 13º Coordenadoria de Saúde, que contempla Venâncio Aires, fará uma reunião para avaliar quais serão os municípios contemplados.

Investimento

O governo do Estado investirá R$ 1,4 milhão na implantação dos sete centros macrorregionais. Isso envolve a compra de equipamentos e possíveis reformas na estrutura dos centros. Também disponibilizará R$ 350 mil mensais para o custeio dos sete centros. Para os 30 centros regionais, o valor disponibilizado será de R$ 600 mil mensais. O investimento total do governo do Estado no TeAcolhe será de R$ 950 mil mensais.

Com informações do Governo do Estado*

LEIA MAIS:

notícias últimas Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes