CORONAVÍRUS
Foto: Divulgação

Desde que a começaram a ser divulgados os dados do projeto ObservaDR-Covid-19, ligado à Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), no início de maio, o Coronel Brito aparece como o bairro com o maior número de casos de coronavírus, em Venâncio Aires. Considerando os 182 casos registrados até 29 de maio, 40 eram de moradores do bairro, o equivalente a 22%. Na sequência, aparece o Centro, com 23 casos.

Conforme a pesquisa, o aumento dos casos no Coronel Brito pode estar relacionado à grande população idosa, ao alto percentual de residências com cinco ou mais moradores e menor poder aquisitivo. Os dados de referência utilizados para a análise são do Censo Demográfico de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar disso, o fato de muitos moradores do Coronel Brito serem trabalhadores de frigoríficos de Lajeado também pode ajudar a explicar o alto índice de contaminação no bairro. De acordo com o secretário de Saúde, Ramon Schwengber, “muitos trabalhadores da BRF e Minuano moram no bairro e, como houve surtos nessas empresas, isso pode estar ligado ao número de casos”. Até o momento, não existe um trabalho específico voltado ao bairro, mas Schwengber diz que a ideia é realizar um diagnóstico mais apurado por bairros, por meio de uma iniciativa do Cisvale.

Segundo a Vigilância Epidemiológica de Venâncio Aires, há casos de famílias inteiras do Coronel Brito que se contaminaram a partir de um primeiro caso vindo dos frigoríficos, e o vírus também passou a se espalhar com facilidade no bairro. Por isso, os moradores devem reforçar as medidas preventivas, como utilizar máscara e o não compartilhar objetos, inclusive, na própria casa.

LEIA MAIS: Venâncio teve quase cinco novos casos de Covid por dia, em maio

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome