UBS Central de Mato Leitão passa por ampliação para atendimentos de fisioterapia

-

Com crescente demanda, os atendimentos de fisioterapia passam a ser oferecidos, a partir de agora, em novo espaço na Unidade Básica de Saúde (UBS) Central. Isso aconteceu graças à conclusão da obra de ampliação no posto de saúde, o que possibilitou que a Secretaria de Saúde pudesse colocar a Clínica Municipal de Fisioterapia em funcionamento.

Além de oferecer mais salas para atender pacientes, a clínica foi equipada com novos aparelhos, adquiridos com recursos próprios da Prefeitura. O investimento é superior a R$ 10,7 mil. Também foram comprados móveis, equipamentos de informática e divisórias para equipar a nova estrutura. “É uma grande conquista para a população. Vai agilizar, melhorar e dar qualidade no atendimento dos pacientes”, ressalta o fisioterapeuta Jonas Walter, que realiza os atendimentos.

O profissional explica que a ocupação do novo espaço se dará de forma gradual. “Começamos com atendimento individual e, na próxima semana, serão duas pessoas. Com o tempo vou conseguir atender até quatro pacientes de forma simultânea. Se hoje são 20 pacientes semanais, em breve serão entre 40 e 50 pessoas”, destaca.

Novo espaço foi equipado com novos aparelhos, para qualificar o atendimento dos pacientes (Foto: AI Prefeitura)

Walter também reforça que a partir do funcionamento da clínica será possível zerar a fila de espera por esse atendimento especializado. “Temos hoje 25 pessoas aguardando horário. Com essa nova estrutura, vamos conseguir encaixar todos os pacientes até o fim de dezembro”, projeta.

Os atendimentos na Clínica Municipal de Fisioterapia, que funciona em anexo à UBS Central, são realizados nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras. Além disso, o fisioterapeuta acompanha pacientes com atendimento domiciliar. Nessa modalidade são feitos sete atendimentos semanais e para esse serviço também há fila de espera.

A procura por atendimentos na área de fisioterapia aumentou cerca de 30% nos últimos meses. Esse crescimento está associado à pandemia de Covid-19 e, segundo Walter, também foi possível perceber um aumento no número de casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e de problemas respiratórios. “Muitos destes casos estão vinculados direta e indiretamente ao coronavírus”, observa.

Fisioterapeuta fala sobre a possibilidade de aumentar a quantidade de pessoas beneficiadas com o serviço semanalmente (Foto: AI Prefeitura)

Saiba mais

• 118,59 metros quadrados é a área construída da UBS Central após a ampliação. Além da Clínica Municipal de Fisioterapia, na nova estrutura será instalado o almoxarifado.

• O investimento para a obra, superior a R$ 122 mil, contou com recursos da União (R$ 119.974,00), através de emenda parlamentar indicada pelo deputado federal Alceu Moreira (MDB), e contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 2.787,05.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes