Mapa preliminar foi divulgado no fim da tarde desta sexta-feira (Foto: Reprodução)

Venâncio Aires e os demais municípios da região de Santa Cruz do Sul voltaram a receber bandeira vermelha (risco alto) no mapa preliminar do Distanciamento Controlado divulgado no fim da tarde desta sexta-feira, 24. Outras 13 regiões do Rio Grande do Sul também apresentam alto risco para o contágio do novo coronavírus.

Conforme informações do Governo do Estado, na classificação, geral a região de Santa Cruz do Sul recebeu bandeira vermelha. Contudo, no indicador de hospitalizações confirmadas para Covid-19 teve piora significativa, passando da bandeira amarela para preta. O número de hospitalizações passou de oito na semana anterior para 15 na atual. Assim, segundo a nota técnica com a justificativa disponibilizada pelo Estado, o número de hospitalizações por 100 mil habitantes passou de 2,31 para 4,32, um resultado que indica alta incidência de novos casos na população.

Além disso, permaneceu na bandeira vermelha o indicador relacionado ao estágio da doença na região. De acordo com o Estado, foram registrados 71 casos ativos para 107 casos recuperados últimos 50 dias anteriores ao início da semana. A nota técnica ressalta ainda que merece atenção o registro de quatro novos óbitos na semana.

Recurso

Com exceção dos municípios enquadrados na Regra 0-0, as demais prefeituras e associações regionais têm 36 horas – que se encerram às 6h de domingo, 26 – para apresentarem recurso por meio do formulário de on-line.

Os pedidos de reconsideração serão avaliados pelas equipes técnicas do Governo. A decisão será tomada pelo Gabinete de Crise na segunda-feira, 27 e, à tarde, o mapa definitivo, vigente a partir de terça, 28, será divulgado.

Macrorregião

Na macrorregião, os indicadores relativos ao número de pacientes SRAG e Covid-19 em leitos de UTI, permaneceram praticamente estáveis, com classificação final na bandeira amarela. No caso dos internados em leitos clínicos Covid-19, houve um leve aumento
de 7%, passando de 42 para 45.

Já em relação aos internados em leitos de UTI por Covid-19, o aumento de 7% refere-se ao registro de dois novos pacientes. Na semana anterior, eram 28 e agora são 30 internados em UTI com Covid-19. Conforme o Estado, recai, porém, sobre o avanço de 24% no número de internados em leitos clínicos com Covid-19 na macrorregião, que passou de 20 na semana anterior para 30 na corrente semana, um aumento de 50%, o que lhe conferiu bandeira vermelha.

No que diz respeito à capacidade de atendimento, a macrorregião apresentou sensível piora. Houve redução de 17% na relação entre leitos de UTI ocupados livres e leito de UTI Covid-19 ocupados, mantendo a macrorregião na bandeira vermelha nesse indicador. A variação no número de leitos de UTI livres para atender Covid-19 foi de 61 para 54, uma queda de 11%.

*Com da nota técnica divulgada pelo Governo do Estado 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome