Quatro réus vão a júri novamente. (Foto: Alvaro Pegoraro/Arquivo FM)

Tribunal de Justiça anulou o julgamento que levou ao banco dos réus Salete de Azevedo, 46 anos, Márcia Rejane Kist Severo, 45 anos, Marcos Roberto Cottes Figueiró, 29 anos, e Antônio Alcides Oestreich, 53 anos. Eles foram condenados pela morte do bancário Júlio Assmann Marder, praticada na noite do dia 26 de outubro de 2017.

A intenção do promotor Pedro Rui da Fontoura Porto era a realização de um novo julgamento apenas para Oestreich. Ele confessou ter matado o bancário com golpes de faca e, no entanto, foi condenado a apenas 2 anos e dois meses de reclusão, estando em liberdade. Os outros três réus estão presos. Salete foi condenada a 22 anos e Márcia e Figueiró, a 18 anos cada um.

Segundo o promotor Pedro Porto, é provável que a nova sessão seja realizada nos primeiros meses de 2020. No julgamento anterior, realizado no dia 3 de maio, quatro homens e três mulheres formaram o corpo de jurados. A sessão foi presidida pela juíza Márcia Wrasse.

A defesa dos réus foi feita pelos advogados Ezequiel Vetoretti (Salete), Jean Severo  (Oestreich) e Gustavo Bretana (Márcia e Figueiró).

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome