Carro flagrado pertence a morador do bairro Coronel Brito (Foto: Divulgação)

O Departamento Municipal de Trânsito iniciou nesta semana uma série de abordagens a partir de uma nova sistemática criada internamente para inibir em Venâncio Aires a pratica do transporte clandestino de passageiros. A partir da padronização das abordagens foi possível concretizar mais um flagrante. Um carro Fiat Siena branco, além ter o motorista multado, foi ainda removido para depósito credenciado ao Detran-RS.

De acordo com o responsável pelos agentes municipais de trânsito, João Araújo, a multa aplicada ao motorista, que reside no bairro Coronel Brito, foi baseada na nova legislação sobre o tema. Desde o mês passado, o transporte irregular de passageiros passou a ser infração gravíssima. A multa dobrou de valor e o veículo agora pode ser rebocado. O motorista, além de perder sete pontos na Carteira Nacional Habilitação (CNH), paga também R$ 293,47 em multa.

O motorista foi abordado no Acesso Leopoldina, no fim da tarde de quarta-feira, 6. “Com o nosso catálogo interno, criado a partir de março sobre o tema, conseguimos também garantir precisão jurídica às ações. Todas as fotos e informações recebidas, principalmente a partir denúncias, são anexadas aos processos”, declara Araújo.

DENÚNCIAS

As denúncias envolvendo o transporte clandestino de passageiros podem ser encaminhadas diretamente ao Departamento de Trânsito por meio dos telefones 3983-1142 ou 3983-1025.

LEGISLAÇÕES

A mesma lei que endureceu a ação envolvendo o transporte clandestino de passeiros, tambem endureceu as medidas contra o transporte escolar sem licença. Era infração considerada grave e agora é gravíssima. A multa foi multiplicada por cinco e são descontados sete pontos na CNH. O valor cobrado de R$ 195,23 passou para R$ 1.467,35.

Além disso, em Venâncio Aires, após quase um ano de discussões e estudos foi aprovada em março, pelo Legislativo, lei que regulamentou localmente o transporte por aplicativo. Quem estiver atuando sem autorização paga para a cidade multas e em caso de reincidência, pode ocorrer a suspensão ou revogação da autorização e mesmo o descadastramento do condutor.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome