Medicamentos foram apreendidos no centro espírita. (Foto: Alvaro Pegoraro)

A cada dia surgem novas denúncias envolvendo o médium que responde inquérito policial, suspeito de exercício ilegal da medicina e importunação sexual. O homem de 64 anos e que por quase 20 anos atua com o espiritismo em Venâncio Aires já teve a oportunidade de se manifestar, mas ao ser questionado pelo delegado Felipe Staub Cano, preferiu se manter calado. Na quinta-feira, a direção do Centro Espírita Caridade enviou uma nota à Folha do Mate, esclarecendo o fim das atividades no antigo endereço e informando que reabrirá a ‘casa’ em outro local, no mês de janeiro.

A nota, assinada pela diretoria do Centro Espírita Caridade esclarece que desde o dia 9 de outubro não atende mais no endereço onde por 17 anos o suspeito prestou atendimento voluntário. Também informa que um novo local está sendo preparado e que os atendimentos começam a ser feitos no mês de janeiro, na rua Reinaldo Schmaedecke, 1008.

MEDICAMENTOS
Após comprovar algumas denúncias e tomar o depoimento de vítimas, o delegado Cano e agentes da Polícia Civil cumpriram um mandado na casa onde o médium atuava. Foram apreendidos medicamentos de uso controlado, seringas, anestésicos e até um bisturi. Segundo Cano, também havia remédios dentro do carro do suspeito. “Isso indica a prática ilegal da medicina”, referiu o delegado, ao informar que tem cerca de dez pessoas par serem ouvidas.

O titular da Delegacia de Polícia acredita que o número de vítimas seja maior, devido ao longo tempo em que o suspeito atua no município. E pede que as pessoas que por ventura se sintam vítimas do médium, que procurem a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para registrar o caso.

Nas redes sociais, muitas pessoas se manifestaram, depois que a Folha do Mate publicou as denúncias que duas mulheres oficializaram na DPPA e que posteriormente foram repassadas à reportagem. Uma professora fez o seguinte comentário: “Um dia a casa cai. Dando medicação para as pessoas, fazendo soro, acupuntura e assediando as gurias há mais de 10 anos… Senti na pele a dor que ele causou”.

Veja a nota na íntegra

A Diretoria do Centro Espirita Caridade de Venâncio Aires, vem esclarecer os fatos abaixo:
Desde o dia 9 de outubro de 2019 não estamos mais atendendo na rua Voluntários da Pátria, 466, em Venâncio Aires. O motivo foi o fato de um de nossos atendentes, um médium que por 17 anos prestou atendimento voluntário no nosso centro, estar cometendo procedimentos ilegais e tendo comportamento inaceitável aos propósitos de um centro espirita. Por termos questionado sua conduta, este agiu de má fé, nos obrigando a abandonar nossa sede e buscar um novo endereço, o qual está sendo preparado para os atendimentos, sem distinção, sempre com respeito e conduta moral, praticando a caridade segundo o que rege o nosso estatuto.

A direção

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome