Nos seis primeiros meses deste ano foram registradas o mesmo número de homicídios de todo o ano passado no município (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Estatísticas divulgadas nesta quarta-feira, 14, pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) mostram que Venâncio Aires anda na contramão no quesito mortes violentas. Enquanto que no Estado houve redução de 22,7% dos homicídios no primeiro semestre deste ano, em relação a 2018, na Capital Nacional do Chimarrão o aumento é de 333% no período. São dez mortes entre janeiro e junho deste ano, contra apenas três do mesmo período do ano passado.

O número de mortes registradas nos primeiros seis meses deste ano já é igual a todo o ano passado. Destas dez mortes, oito vítimas são do sexo masculino. As duas mulheres vítimas de feminicídio foram mortas pelos companheiros, que depois se suicidaram.

LEIA MAIS: Vítima de atentado no Centro desabafa: “Não era amor, era um ciúme doentio”

Outro dado relevante é que das dez mortes registradas em todo o 2018, duas delas aconteceram dentro da Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva), um comerciante foi vítima de latrocínio no interior e uma mulher foi morta pelo companheiro, que também se suicidou em seguida. Das outras seis mortes do ano passado, cinco têm relação com o tráfico de drogas.

NO ESTADO

Entre janeiro e junho deste ano foram registrados 1.109 assassinatos, contra 1.435 do ano passado. São 326 vidas preservadas, o que representa uma diminuição de 22,7%.
Além disso, diz os dados da SSP, os roubos com morte (latrocínio) tiveram queda de 32,8% na soma dos sete meses de 2019, com 39 casos contra os 58 de igual intervalo no ano passado, em retração ao menor número desde 2009, quando houve 33 latrocínios. Na observação isolada de julho, a baixa atinge 42,9% – de sete ocorrências em 2018 para quatro neste ano. O último caso de latrocínio em Venâncio foi registrado em março de 2018.
Recentemente citada como a 6ª cidade mais violenta do Brasil no Atlas da Violência 2019, produzido com dados de 2017 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Alvorada acumula queda de 34% das mortes violentas este ano em relação ao ano passado. São 96 mortes em 2018 para 63 neste ano.

Além dos crimes contra a vida, a grande maioria dos outros delitos monitorados pela SSP registrou redução no Estado. No acumulado de sete meses, foram 3,1 mil roubos de veículos a menos neste ano na comparação com igual recorte em 2018, passando de 10.064 casos para 6.897 (-31,5%).

Outro destaque é a diminuição de 33% nos ataques a banco no RS. A soma de furtos e roubos a instituições bancárias caiu para 68 ocorrências entre janeiro e julho de 2019, contra 101 registradas no ano anterior. Também houve quedas de 9,4% roubos (de 43.923 para 39,816), de 12,3% nos furtos de veículos (de 8.689 para 7.619), de 14,8% nos furtos (de 82.141 para 69.951) e de 24% nos roubos a transporte coletivo, incluindo passageiros e motoristas (de 1.901 para 1.450).

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome