Sem barreiras: Samuel realiza sonho de se formar jornalista

-

O sábado, 14, foi mais que especial para Samuel Elias Klein, 30 anos. O jovem, que tem paralisia cerebral, se formou em Jornalismo, pela Universidade do Vale do Taquari (Univates). Emocionado ao conquistar o ‘canudo’, Samuel mostrou que a deficiência não é um obstáculo para ele. O morador de Venâncio Aires começou a estudar em 2010, ficou cinco anos em outra universidade e, depois, foi para a Univates.

Por conta da cadeira de rodas, enfrentou algumas dificuldades na locomoção de Venâncio até o campus de Lajeado. Por alguns meses, teve que usar ônibus de linha para ir à universidade. “Eu e meu pai pegávamos um ônibus até a Rodoviária de Lajeado e lá alguém tinha que me dar carona de carro até a universidade. E, na volta, eu tinha que sair mais cedo da aula com um Uber para pegar o ônibus em Lajeado para Venâncio. Foi uma época bem complicada para mim. Mas depois eu consegui, com ajuda da Defensoria Pública, o transporte pago pela Prefeitura de Venâncio Aires e deu tudo certo”, lembra.

Depois de 11 anos, Samuel recebeu o diploma de jornalista. “Me sinto muito emocionado em estar formado, porque foi um caminho árduo para chegar onde cheguei. Agora sou um jornalista profissional formado e quero atuar na minha área. Minha deficiência não pode me impedir de realizar esse sonho”, destaca Samuel, que sonha ser repórter.
O dia da formatura foi muito emocionante para ele e para os professores que estiveram na jornada. “Foi um momento muito especial na minha vida, eu pude comemorar com meus amigos e familiares que tanto me apoiaram nesses anos todos. Na hora que colei grau, todos me aplaudiram e eu fiquei muito feliz. Recebi muito carinho das pessoas”, completa.

“Agradeço a todos professores, colegas, motoristas e pessoas que me apoiaram nesses anos de faculdade. E também à minha família, que me deu todo o suporte.”
SAMUEL ELIAS KLEIN – Jornalista

Universidade

samuel klein
Morador de Venâncio Aires, Samuel Elias Klein, que possui paralisia cerebral, se formou em Jornalismo no sábado, 14 (Foto: Bruna Dullius Fotografias)

A Univates publicou no sábado pela manhã, nas redes sociais, sobre a conquista de Samuel. Uma das pessoas que o auxiliaram na jornada foi o coordenador do curso de Jornalismo, Fábio Kraemer.

“Quem acompanhou a trajetória do Samuel na faculdade de Jornalismo sabe muito bem do carinho dos colegas e dos professores por ele. Sou professor aqui na Univates desde 2008. Vi muita gente colando grau ao longo de todos esses anos. Estive, na condição de coordenador do curso, junto à mesa que conduzia os trabalhos na noite de formatura. Preciso confessar que sábado vivenciei o momento mais emocionante da minha carreira como docente, quando chegou a hora do Samuca receber seu diploma. Do palco pude ver que todas as pessoas presentes no Teatro Univates levantaram, para aplaudir efusivamente de pé, a conquista do nosso estudante. Asseguro: não teve uma pessoa que não ficou tocada com aquele grande momento.”


Impressões de repórter – Como estudante de Jornalismo na Univates, já conhecia o Samuel e sua história. Fui colega dele em duas disciplinas e sempre o vi como um exemplo de perseverança. No sábado, quando ele colou grau, eu estava no Teatro da Univates e me emocionei com o momento. Todas as pessoas que estavam lá levantaram e aplaudiram Samuel de pé. Foi muito lindo e merecido. Espero que essa história de força de vontade inspire mais pessoas.


 

Leia mais:

Após 25 anos sem estudar, mãe se forma na faculdade ao lado da filha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes