Foto: Cláudio Froemming / Folha do MatePrefeito lamentou o fato ocorrido e afirmou que se descoberto, servidor será exemplarmente punido
Prefeito lamentou o fato ocorrido e afirmou que se descoberto, servidor será exemplarmente punido

A vereadora Sandra Mello (PSB) encaminhou ofício ao Executivo Municipal de Vale Verde solicitando informações sobre o sumiço de dinheiro que estava guardado no cofre da Prefeitura. Em tribuna, a parlamentar disse que tratam-se de, aproximadamente, R$ 4 mil. Os valores tinham como origem a cobrança de inscrições e cartões do Campeonato Municipal de Futsal que se encerrou no mês de outubro. No envelope estavam os valores das premiações das equipes vencedoras e para não deixá-las sem o dinheiro conquistado, o coordenador do evento decidiu ressarcir o valor.

A vereadora solicita uma cópia do boletim de ocorrência, nome das pessoas que vão fazer parte da sindicância e cobra porque o dinheiro estava guardado no cofre. “Quase tudo é pago por empenho, então não entendi porque este valor estava no cofre”, indagou.

O prefeito Carlos Gustavo Schuch esclareceu que foi aberta uma sindicância para apurar os fatos. “Se o servidor responsável pelo furto do dinheiro for descoberto, será imediatamente demitido por justa causa e será exemplarmente punido, pois não podemos admitir este tipo de situação em qualquer setor da esfera pública”, salientou.

Foto: Cláudio Froemming / Folha do MateVereadora Sandra Mello quer respostas sobre o sumiço de dinheiro do cofre da Prefeitura
Vereadora Sandra Mello quer respostas sobre o sumiço de dinheiro do cofre da Prefeitura

Schuch lamentou o fato ocorrido e destacou que nem ele, nem o vice-prefeito Roque Eisermann, eram sabedores da existência de dinheiro guardado no cofre da Prefeitura.O prefeito disse também que a servidora responsável pela chave do cofre é de carreira, não sendo um cargo de confiança.

Schuch ressalta que o dinheiro furtado foi ressarcido pelo coordenador do campeonato. “Portanto, não houve prejuízos aos cofres públicos. O que houve sim, com este fato, foi um prejuízo moral para todos que trabalham no prédio da Prefeitura, e por isso, a sindicância vai buscar responsabilizar quem cometeu este ato desprezível”, enfatizou.