No dia 22 de março, sindicatos de Venâncio também aderiram a uma mobilização contra a Reforma da Previdência (Foto: Débora Kist/Arquivo FM)

Três das maiores escolas estaduais de Venâncio Aires estarão fechadas nesta sexta-feira, 14. Cônego Albino Juchem, Crescer e Zilda de Brito Pereira não terão aulas em apoio aos protestos contra a Reforma da Previdência, o que também promete diversas mobilizações pelo país.

No município, o movimento já tinha adesão confirmada do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), que também não tem aula amanhã, e do Comitê Suprassindical, formado pelos sindicatos do Fumo, Alimentação e Afins, do Calçado e Vestuário, dos Metalúrgicos, dos Trabalhadores Rurais e dos Comerciários.

Acompanhados de carros de som, integrantes dos sindicatos, professores do Cpers e estudantes vão descer a rua Osvaldo Aranha a partir das 13h30min, portando cartazes que questionam possíveis perdas das classes trabalhadoras e os cortes anunciados pelo Ministério da Educação. A caminhada começa na esquina da ‘principal’ com a rua 15 de Novembro e segue até a Praça Católica, onde as manifestações continuam.

Segundo Nestor de Azeredo, do Sindicato do Fumo, a Brigada Militar e o Departamento Municipal de Trânsito foram informados, já que o movimento espera contar com centenas de participantes e o fluxo na Osvaldo Aranha pode ser interrompido. A mobilização em Venâncio deve ser ‘encorpada’ com a participação de sindicatos de Santa Cruz do Sul. No município vizinho, os protestos ocorrem durante a manhã, na Praça Getúlio Vargas.

Aula normal

A Folha do Mate contatou outras escolas estaduais para saber da adesão ou não ao movimento. A maioria estará aberta e haverá aula normal no Monte das Tabocas, Wolfram Metzler, 11 de Maio, Brígida do Nascimento, Frida Reckziegel, Sebastião Jubal Junqueira, Adelina Isabela Konzen, Professora Leontina, Mariante, Perpétuo Socorro, São Luiz e Professora Helena Bohn.

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio Aires (Caciva) informou, através do setor de Comunicação, que a entidade não tem um posicionamento específico sobre o assunto e por isso não participará do ato. Na Prefeitura, também conforme a Assessoria de Imprensa, a informação é de que o atendimento será normal amanhã.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome