Venâncio Aires deve decretar situação de emergência por conta da estiagem

-

A Administração Municipal de Venâncio Aires trabalha em conjunto com o escritório municipal da Emater para, ainda nesta semana, decretar situação de emergência por conta da estiagem. Os dados estão em fase de levantamento. De acordo com o prefeito Jarbas da Rosa, a princípio, até sexta-feira, 24, o relatório estará concluído.
A partir de então será possível avaliar com exatidão as perdas que a estiagem tem provocado nos últimos meses no meio rural, informou o chefe do Executivo. Ainda de acordo com ele, caso seja possível decretar situação de emergência, uma das primeiras medidas do governo será a contratação de um terceiro caminhão-pipa.
Hoje também está previsto um encontro de integrantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural com o Corpo de Bombeiros Militar de Venâncio Aires. De acordo com o titular da pasta, Gilberto dos Santos, será solicitado da corporação apoio na distribuição de água em propriedades rurais próximas da área urbana.
Também serão compradas caixas d’água de grande porte que beneficiarão 100 famílias de diferentes comunidades. São quase 400 mil litros de água transportados por semana para consumo humano. A escassez hídrica, até poucos meses, atingia comunidades serranas de Venâncio Aires, contudo, agora até as regiões do barro branco e do barro vermelho estão com dificuldades no abastecimento.
A Prefeitura já atende, a partir de dois caminhões-pipa, mais de 100 famílias do interior. São propriedades que necessitam semanalmente de água para consumo humano. Santos também confirmou que a as perdas na produção de milho com a estiagem chegam a mais de 50% em Venâncio Aires. Já a soja teve menos danos. Outras culturas, como o tabaco e o arroz, também têm sofrido com o déficit hídrico, mas em proporções menores.

LEIA MAIS 

notícias últimas Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes