Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateCertificado da lente, aparelho para verificação e tabela de marcações devem ser conferidos na hora da compra
Comprovação da marca pode ser feita através de aparelho

Na hora da compra, você sabe se está, realmente, levando para casa o produto correspondente ao que você comprou? A venda de ‘gato por lebre’ que vem ocorrendo no ramo de óculos de grau foi alertada pela técnica em óptica e administradora de um estabelecimento do município, Bruna Mendes, que recebeu clientes que foram enganados em diferentes estabelecimentos.

Com o intuito de alertar, a Folha do Mate buscou informações para orientar o consumidor na hora da compra e mostrar como deve proceder para verificar se o óculos comprado corresponde ou não ao que pagou. Apesar de não ser habitual, o consumidor deve solicitar ao estabelecimento no qual realiza a compra para que seja feito o teste sobre a óculos que está comprando. O atestamento é feito através da visualização da marca em um aparelho, comparado com uma tabela de marcações e o certificado da lente que recebe junto com o produto.

Segundo Bruna, após ter presenciado três casos em apenas duas semanas, resolveu procurar a reportagem e alertar o consumidor. Um dos fatos envolveu um homem, que já possuía um óculos há mais de um ano e resolveu pedir um orçamento na loja na qual Bruna administra.“Para poder fazer um novo orçamento, normalmente analisamos o óculos antigo para oferecer um semelhante ou melhor. Por que fazer isso? Pela fase de adaptação do cliente”, explica. Nesse caso, analisou a lente, após, comparou a receita e o certificado, quando se deu conta de que as duas informações não eram compatíveis. “Ele havia comprado uma Varilux Liberty [considera uma marca top de linha], mas na armação estava a Espace Plus [marcar mais em conta]”, diz.

Para poder fazer um novo orçamento, normalmente analisamos o óculos antigo para oferecer um semelhante ou melhor”BRUNA MENDES – TéCNICA óPTICA

INJUSTIçADe acordo com Bruna, isso é uma injustiça com o consumidor. Pois está se tornando uma prostituição no mercado, uma guerra de preços. O certificado da lente precisa estar preenchido de acordo. Por exemplo, quando se ganha o certificado da lente, é preciso preenchê-lo na hora. “Porque depois não vai ter a letra de um funcionário da loja. Na verdade, precisa sair no cupom fiscal a descrição da lente. Na nota sai separado armação e lente, mas o certificado que vem de fábrica deve ser preenchido na hora da venda”, comenta.

Apesar de não existir uma lei, o consumidor deve ficar atento na hora da compra e tomar algumas precauções, como, pedir que o vendedor comprove a qualidade da lente no aparelho que mostra as marcações correspondendo a cada marca. E também, aproveitar para comparar com o certificado que está recebendo e a tabela de marcações, se as três marcações estiverem correspondendo, o produto é de confiança. Caso contrário, o vendedor não cumpriu com o combinado.

 

Procon orienta:Situações como essa são enquadradas, conforme o artigo 20 do Código do Consumidor, como falha na prestação de serviço. A diretora adjunta do Programa Estadual de Defesa dos Consumidores (Procon), Luciane Disconzi, destaca que quem prestou serviço é responsável em solucionar o problema, se preciso ser penalizado.

Luciane ainda dá dá algumas orientações para as pessoas que passaram por circunstâncias do gênero. “Primeiro, o consumidor deve procurar uma óptica para fazer a avaliação da lente, se está ou não de acordo com a receita médica. Se não estiver, a pessoa deve reunir os documentos que comprovem a alteração na confecção do produto e procurar o estabelecimento para fazer um acordo e pedir a devolução do dinheiro. Se não houver acordo, o consumidor pode procurar o Procon local, com toda a documentação, que irá fazer a intermediação. Caso não funcione, o órgão irá encaminhar o caso para a justiça”. 

O Procon de Venâncio Aires está situado na rua Visconde do Rio Branco, n° 820, bairro centro. O horário de atendimento é de segunda à sexta-feira, das 7h30min às 13h30min. O contato pode ser feito via e-mail, através do [email protected], ou por telefone: 3983-1148