Desfrutar

Que grata surpresa foi a deste escriba ao compilar os assuntos que poderiam ser destacados hoje neste espaço. Após uma série de colunas com abordagens quase apocalípticas, me peguei tomado por fatos de âmbito local que se mostraram surpreendentemente positivos e, nem sempre acontece, relacionados com a música, que é, afinal, o assunto central deste espaço – e responsável por motivar sua própria existência. Exceção ou regra, desfrutemos do momento.

Genuína
O sábado no Espaço Super Lenz do Parque do Chimarrão é de uma ideia genuinamente venâncio-airense – e desta vez isso é bom: o Half St. Patrick’s, uma festa de St. Patrick’s Day – festejo irlandês comemorado anualmente em março – fora de época, no meio do caminho no calendário entre as datas tradicionais do ano passado e deste ano. A festa identificada pelo verde que não é o do chimarrão é idealizada pelo Celta Pub e vai das 17h às 4h, com cinco shows.

Grande pedida
Como se não bastasse, cartazes avisam que o auditório do Colégio Gaspar receberá o espetáculo Concerto de Rock, da Orquestra de Câmara da Unisc. Trata-se de show já executado noutras vezes pelo grupo, em que números obrigatórios do gênero – de Raul Seixas a Metallica, de Elvis Presley ao Kiss, de Beatles ao Queen e Van Halen – são executados pelo time regular da orquestra com músicos especializados no estilo – o vocalista Elisauer Lopes e o guitarrista Killy Freitas foram alguns dos nomes hábeis que acompanharam a Orquestra em shows recentes do projeto. O show seria nesta quarta-feira, dia 2, mas foi adiado por problemas de saúde de um dos membros. Ainda assim, não deixa de ser grande pedida a ser conferida, possivelmente, ainda dentro de outubro.

Positivo
As boas novas não param por aí: além da cerveja refinada e uma série de outras atrações inerentes a qualquer festejo de São Patrício que se preze, o evento terá uma modalidade de ingresso em que o cliente é buscado em casa e levado de volta em segurança. Grande negócio para um evento em que um dos principais atrativos, não sejamos hipócritas, é o consumo de álcool. E no rol de bandas, além das locais Dozeduro e Poison Apples e das forasteiras Supernova (cover do Oasis) e Diablo Fuckin’ Show, sublinho o nome da Lord Rock: o grupo de Cruz Alta toca às 22h30 e presta tributo extraordinário ao Led Zeppelin – que, na condição de homenageado, seria uma atração por si só.

Três acordes
# As capas de jornais já cansaram de informar, mas é preciso citar aqui a programação musical do vindouro Festival de Balonismo, evento que por si só é outra nem sempre corriqueira boa nova da paróquia.
# Michel Teló é a atração principal. Sim, é musicalmente muito ruim, mas é importante que atrações de tal porte desembarquem em Sebastianfield, em especial para que se crie um mercado e público consumidor frequentes de atrações musicais.
# Encerro por hoje em clima quase de regozijo. Sequer houve espaço para falar do Rock In Rio ou me estender sobre outros shows da festa dos balões, shows de bandas locais na Oktoberfest ou festa retrô na casa Classic no próximo mês. Fica para as próximas. Que alegria ver que nem tudo são buracos da Corsan na futura terra da bíblia gigante.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome