Aposta do leitor

Vira e mexe, recebo mensagens que trazem alguns possíveis cenários para a eleição majoritária em Venâncio Aires em outubro deste ano. Ontem, uma pessoa que circula nos bastidores da política me enviou comentários sobre nota que publiquei aqui, outro dia, dando conta de que, provavelmente, não teremos quatro chapas concorrendo à Prefeitura na eleição de 2020 – como aconteceu em 2016. O leitor fez uma aposta interessante, por assim dizer: “O prefeito Giovane Wickert, do PSB, pode concorrer à reeleição com a Cleiva Giovanaz Heck, que foi para o partido dele, de vice. Dessa forma, uma chapa encabeçada pelo vice-prefeito Celso Krämer, do PTB, poderia ter Eduardo Kappel, do PL, como vice. O Jarbas da Rosa, do PDT, vai se aproximar do MDB para ter Helena da Rosa ou Izaura Landim como vice. E ainda temos os nomes do Luiz Fernando Staub, do Progressistas, que tem intenção, conforme noticiado pela Folha do Mate, do Vinícius Medeiros, do PSDB, e do Cesar Schumacher, do PT. Não dá para descartar quatro ou mesmo mais chapas”. É um quadro possível, mas sigo convicto de que não teremos tantos candidatos assim.

SANTOS BALANÇA

Corre à boca pequena que o vereador Gilberto dos Santos (PTB), mais votado da atual legislatura e que presidiu a Câmara já no seu primeiro ano de Poder Legislativo, estaria ventilando a hipótese de trocar de partido. Não raramente o parlamentar lamentou, na tribuna da Casa, o fato de o vereador não ter autonomia para ‘fazer as coisas acontecerem’, bem como a dificuldade de ter os seus pedidos atendidos pela Administração. Em dado momento, Santos declarou até mesmo ter se frustrado com a política, deixando em aberto se buscaria ou não a reeleição. Assim como todos que desejam disputar uma cadeira na Câmara em 2020, até o início de abril ele terá que decidir se vai concorrer e qual legenda integrará.

CRIME BÁRBARO

Caso bárbaro registrado na manhã de ontem, em Venâncio Aires. A assistente social Juliani Carolini Klamt, 31 anos, foi brutalmente assassinada pelo ex-namorado, o motorista Carlos Eduardo Fischer, 37 anos. Segundo a Polícia, a vítima teria sido emboscada na estrada de Linha Arroio Grande, perto do Campo do Palmeiras, e atingida por pelo menos sete disparos. Depois, o autor do crime cometeu suicídio, em Passo do Sobrado. Amigos e familiares de Juliani revelaram que ela vinha sofrendo ameaças, e lamentaram que não tenha registrado ocorrência na Polícia Civil e solicitado medidas protetivas. O feminicídio chocou a comunidade venâncio-airense, já que a vítima era conhecida por sua atuação na área da assistência social na Capital do Chimarrão e também em Passo do Sobrado, onde era concursada na Prefeitura.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome