Dass na FGTAS/Sine

A Dass acertou com a agência da FGTAS/Sine para receber os interessados nas 183 vagas abertas pela empresa do ramo de confecções. Os candidatos devem procurar a unidade a partir das 8h de segunda-feira, dia 16. Após preenchimento de cadastro, os postulantes aos empregos deverão aguardar chamado do departamento de Recursos Humanos da empresa. São 47 oportunidades para processos de embelezamento (corte, sublimação, serigrafia, termo transfer e bordado) e 136 para costura.

ELOGIO E CONSELHO

Em pronunciamento durante a sessão interiorizada da Câmara, na segunda-feira, 9, em Centro Linha Brasil, o vereador Adelânio Ruppenthal (PSB) rasgou elogios para o enfermeiro do posto de saúde da localidade, Clênio Strassburger, pelo trabalho que desenvolve com os usuários da unidade. “Você é considerado um Deus, de tão benquisto pelas pessoas”, declarou, para em seguida complementar: “Continue neste trabalho. Nunca seja candidato a vereador, senão você quebra, tá bom?”

RAPIDINHAS

• De acordo com o vereador Adelânio Ruppenthal (PSB), o vice-prefeito Celso Krämer (PTB) “foi ovacionado quando entrou na festa de despedida do Lebrinha”. Lebrinha, para quem não conhece, é considerado um dos melhores operadores de máquina da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisp). Segundo Ruppenthal, Krämer é muito querido pelos servidores da pasta, pois acompanha de perto o dia a dia dos trabalhadores.

• Projeto da vereadora Helena da Rosa (MDB) prevê que bares, restaurantes, lanchonetes e outros estabelecimentos sejam obrigados a ter cartazes afixados informando o número para denúncias de violência contra a mulher. Ela defende que, quanto mais o 180 for divulgado, mais coragem as mulheres vítimas de violência terão para denunciar os agressores às autoridades.

• Presidente do Legislativo, vereador Eduardo Kappel (sem partido) anunciou que a reunião semanal, a ser realizada na segunda-feira, 16, será no Parque Municipal do Chimarrão. Após o encontro, os parlamentares devem participar de jantar alusivo à Semana Farroupilha.

• Pais de alunos da Escola Odila Rosa Scherer fizeram contato com a coluna para reclamar que já se vão quase dois meses da interdição do ginásio de esportes da instituição de ensino e a licitação para definição de quem fará a obra ainda não saiu do papel.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome