Leituras: um case de sucesso

É incrível a ‘revolução’ liderada por Telmo Kist no Clube de Leituras, instituição mais que centenária da Capital Nacional do Chimarrão. De entidade endividada e praticamente fadada ao fechamento, a sociedade está revigorada e apostando em mais crescimento ao longo dos próximos anos. As atividades esportivas e sociais estão consolidadas e o Clube atrai cada vez mais frequentadores, seja para o padel, pôquer, esportes na areia ou festas dos mais diversos estilos que lá são promovidas.

No sábado, 2, enquanto fazia a cobertura do lançamento do memorial em homenagem a Brígida do Nascimento e entrega de certificados de reconhecimento, durante o Jantar Português, tive a oportunidade de conversar com o ‘Telminho’, como é chamado por boa parte das pessoas que convivem com ele. As finanças estão em dia e os fornecedores também. Quem viu o presidente no tempo em que deu o ‘peitaço’ para assumir o Clube e vê hoje, nota que o seu semblante é completamente diferente. Antes, era de extrema preocupação. Agora, é de satisfação.

Ainda há muito o que fazer na sociedade? Com certeza. Kist sabe disso e, sempre que pode, agradece às pessoas que, como ele, trabalham voluntariamente para que o Leituras siga firme, de pé. E, neste momento, os integrantes da diretoria vivem a expectativa de que uma emenda parlamentar, do deputado federal Marcelo Moraes (PL), seja destinada ao Clube. Inicialmente, comentava-se em R$ 40 mil, mas, nos últimos dias, surgiu uma chance de que o repasse possa chegar a R$ 80 mil.

“Já disse ao deputado que, se isso realmente acontecer, ele ficará na história do Clube de Leituras. Se tivermos acesso a este valor, vamos colocar um elevador aqui no prédio”, revelou o presidente. No momento em que deixava o Clube, percebi que Kist está coberto de razão: à minha frente, nas escadas que dão acesso ao salão principal, no segundo andar, idosos desciam com muita dificuldade. Portanto, aí está uma real prioridade.

Jarbas: Brasília e pediatria

O prefeito de Venâncio Aires, Jarbas da Rosa, confirmou ontem que estará em viagem a Brasília, a partir de hoje. Junto com ele embarcam o presidente e o administrador do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM), Juliano Angnes e Fernando Siqueira, respectivamente.

Os três pretendem iniciar, desde já, o convencimento de parlamentares para que destinem novas emendas para a casa de saúde de Venâncio Aires. “Grande parte das emendas deste ano já foram depositadas. Ao mesmo tempo, temos um novo momento, pensando em recursos para o ano que vem. Após as eleições, teremos uma corrida pelas emendas de 2023. Como é ano de eleição, entendemos que se sairmos na frente e apresentarmos as necessidades do hospital, estaremos em vantagem, já com o comprometimento dos deputados federais. Vou cumprir a pauta do prefeito e acompanhar os gestores do hospital também”, disse o chefe do Executivo.

Em relação ao plantão pediátrico do hospital, Unimed e convênios particulares, Jarbas garantiu que, em relação ao Sistema Único de Saúde (SUS), a Prefeitura tem contrato de prestação de serviço que prevê sobreaviso de pediatria, clínica geral, traumatologia e cardiologia, entre outras especialidades. “O atendimento pelo SUS não mudou nada. Tem pediatra de plantão 24 horas para urgência e emergência no hospital, como sempre teve. O que houve foi que hospital ofereceu um atendimento de consultas pediátricas para Unimed e convênios particulares, e isso foi suspenso devido à sobrecarga de atendimento”, argumentou o gestor.

Conforme o prefeito, a questão, que foge diretamente da Prefeitura. “Por isso, estamos aportando recursos extras na UPA, para termos quatro plantonistas durante a semana e três no fim de semana, que atendem também as crianças. E temos dois plantonistas no Pronto Atendimento do hospital que também atendem crianças em situação de urgência e emergência. O que está suspenso temporariamente são as consultas por convênio”, declarou, acrescentando que “o que precisa é o sistema Unimed ter um plantão pediátrico para seus conveniados. Inclusive, o hospital nunca foi e não é credenciado para atendimento pediátrico. A Unimed está se esquivando de avançar neste sentido. Mas aí é coisa da Unimed”.

Notinhas

• Do secretário de Planejamento e Urbanismo, Gustavo Von Helden: “Estamos programando a execução do asfalto de Sapé, entre os quilômetros 1+060 e 2+680 a partir de quarta-feira, às 8h. Os bloqueios serão apenas pontuais”. Baita notícia. Tomara que se confirme.

• Cena incomum (pelo menos eu vi muito poucas vezes) que presenciei no Jantar Português, sábado, 2, no Clube de Leituras. Airton Artus e Giovane Wickert se cumprimentaram com um aperto de mãos. A iniciativa foi do pedetista. Os dois ex-prefeitos são pré-candidatos a deputado estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques