Múltiplas teses

Se todas as informações que chegam à coluna em relação à eleição para a presidência da Câmara de Vereadores forem verdadeiras, ninguém terá segurança de vitória até minutos antes da realização do pleito, na última sessão deste ano do Legislativo. O número de teses se multiplica a cada dia, com diferentes candidatos a presidente e combinações de partidos, sejam eles de governo ou oposição. Pelo menos uma coisa parece certa: o acordo firmado no início da legislatura não deve ‘vencer’ o último ano. A não ser que Zé da Rosa (PSD) mude de ideia e resolva aceitar o desafio de ser o presidente. Ainda assim teria que contar com a boa vontade de quem, agora, demonstrou interesse na função, já que o vereador do PSD sempre disse que não pensava em liderar a Mesa Diretora do Poder Legislativo de Venâncio Aires.

MELHOR SENADOR

Lasier Martins (Podemos) está comemorando o título de melhor senador de 2019, conferido pela organização Ranking dos Políticos. Ele alcançou 300 pontos na classificação, ao lado do colega Jorginho Mello (PL-SC). “Com muita alegria divido com vocês a notícia que acabo de receber. É um honroso reconhecimento pelo meu trabalho”, escreveu ele, em mensagem direcionada à Folha do Mate. O também gaúcho Luis Carlos Heinze (Progressistas) ficou com a quinta colocação entre 81 senadores, com 272 pontos. A premiação será no próximo dia 27 de novembro, na Capital Federal.

PSL E O HOSPITAL

A presidente do PSL, Claidir Kerkhoff, e outros integrantes do partido, têm mantido contato com a direção do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) na tentativa de auxiliar na recuperação da casa de saúde de Venâncio Aires. De acordo com Claidir, a intenção é buscar recursos de emendas parlamentares junto ao deputado federal Nereu Crispim (PSL). O presidente do HSSM, Luciano Spies, que recebeu os componentes do partido, disse que toda iniciativa da comunidade é importante para que o hospital consiga superar as dificuldades financeiras.

SEDE DA ASSOEVA

Sede social da Assoeva foi arrematada em leilão, ontem, por R$ 235 mil. Dinheiro será utilizado para pagamento de ação trabalhista do ex-jogador do clube, Flávio de Moura Ribeiro. Além do patrimônio propriamente dito, o clube perde o simbolismo de ter sua ‘casa’. É uma situação para lamentar, sem qualquer dúvida.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome