Sindicato como alvo

Na sessão da Câmara de Vereadores de quinta-feira, 30, os vereadores não pouparam críticas ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Venâncio Aires. A entidade virou alvo por não ter se posicionado em relação ao projeto das alíquotas previdenciárias. O presidente João Batista Gomes afirmou que a postura foi adotada por conta da divisão da categoria: uns queriam alíquotas lineares de 14% e, outros, percentuais progressivos. Para os parlamentares, o sindicato falhou feio por não assumir o protagonismo no episódio.

PROMOTOR DOUTOR

O promotor de Justiça Pedro Rui da Fontoura Porto, que já era Mestre em Direito desde 2006, concluiu o Doutorado em Direito, pela Unisinos. A defesa da tese ocorreu na semana passada e, entre os examinadores, estava o desembargador Leandro Paulsen, um dos responsáveis pelos processos da Lava Jato no TRF-4, em Porto Alegre. “A banca era rigorosa e a minha nota foi 9,5”, comentou Porto. O tema da tese, segundo o promotor, foi a criminalidade econômica moderna, especialmente corrupção. “O problema investigado diz respeito às relações entre Direito e política, problemáticas no Brasil especialmente desde o julgamento, em 2012, do Mensalão pelo STF e, depois, repercutindo na Lava Jato”, esclareceu. O texto foi finalizado com 315 páginas e 179 referências bibliográficas. “Desenvolvi a conclusão de que a expansão do Direito Penal contra a corrupção, no fenômeno denominado ‘criminalização da política’, teve, entre suas causas, colaboração premiada, como meio de prova que permitiu investigar a grande corrupção, normalmente de difícil apuração pelos meios normais de investigação criminal”, explicou Porto.

RAPIDINHAS

• Após 20 dias e duas publicações na Folha do Mate, o entulho que estava acumulado na rua Emílio Michels, quase na esquina com a rua 7 de Setembro, foi recolhido na manhã desta quinta-feira, 30. Os moradores, que antes faziam contato reivindicando a retirada do material, agora agradecem pela realização do trabalho.

• Grêmio e Inter vão mandar os jogos das semifinais do Gauchão, contra Novo Hamburgo e Esportivo, respectivamente, na Arena e no Beira-Rio. Nesta sexta-feira, 31, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, autorizou a realização das partidas na Capital.

• A esperança, no momento, é que o coronavírus dê uma trégua a partir de setembro, quando começamos a sair do inverno. O mês de agosto é apontado como crítico pelas autoridades e os números da doença estão em escalada. Mesmo assim, há tratativas para a retomada das aulas e pressão pela liberação de práticas esportivas em ginásios e campos de futebol. Estamos todos torcendo para que a pandemia deixe de ser um tormento.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome