Um novo vazamento de áudios

Que o WhatsApp veio para facilitar muitas coisas nas nossas vidas, todo mundo concorda. Mas, em alguns momentos, as mensagens – de texto, áudio, imagem ou vídeo – vazam e causam constrangimentos. Neste quesito, Venâncio Aires tem gerado os seus episódios com alguma frequência nos últimos tempos. E, ontem, chegaram ao meu telefone dois áudios enviados, originalmente, à secretária de Habitação e Desenvolvimento Social, Claidir Kerkhoff Trindade, e ao vereador Ricardo Landim, ambos do União Brasil (antigo PSL). O responsável pelos áudios é o empresário Adão Viana, que também pertence ao partido e resolveu fazer cobranças duras aos dois correligionários.

Viana concorreu a vereador na eleição de 2020, fez 68 votos e obteve o 13º melhor desempenho entre 16 candidatos da sigla. Nas mensagens, ele cobra Claidir e Landim para que promovam o rodízio da cadeira da legenda na Câmara de Vereadores. Claidir é a única eleita e, como foi para o primeiro escalão do Executivo, abriu espaço para Landim, que está na Casa do Povo desde o início da atual legislatura. Como todos os outros partidos com assentos na Câmara oportunizaram experiências em determinados períodos para os suplentes, o empresário entende que assim também deveria ser com a cadeira conquistada por Claidir.

Ontem, fiz contato com Viana e ele confirmou o envio dos áudios à secretária e ao vereador. Afirmou que vai seguir cobrando oportunidade não apenas para ele, mas também para outros suplentes. “É nosso direito”, sustentou. Claidir e Landim não repercutiram o assunto, embora em algumas partes dos áudios o empresário tenha chegado a dizer que, se fosse preciso, irá invadir o Legislativo e quebrar o gabinete para que seu reivindicação fosse atendida. Outras situações internas do partido também são expostas nos áudios, o que deve dar o que falar nos bastidores da política. Resta saber se vai chegar à tribuna da Câmara ou a alguma outra instância, porque o conteúdo é ‘pesado’.

Gollmann: “Ele teve um surto”

Em recente sessão, o vereador André Kaufmann (PTB), queixou-se, especialmente, do colega Renato Gollmann (PTB), que ao pedir aparte durante a sua manifestação, tratou de assunto diferente e fez com que Kaufmann perdesse a linha de raciocínio. Pois o desentendimento ainda repercute, tanto que Gollmann enviou mensagem à coluna para se posicionar a respeito. “Para fins de esclarecimento à comunidade, sobre o surto que o colega André Kaufmann teve, eu, com educação, pedi desculpas por sair do assunto que ele tratava e entrar em um tema tão relevante para a nossa cidade, que era uma empresa que traria 150 vagas de emprego para o nosso município. Como ele estava junto na reunião em Mato Leitão e não tocou no assunto, achei que era importante esclarecer, porque ele estava simplesmente fazendo convite para baile. Não queria, de forma nenhuma, que perdesse o raciocínio, mas ele perdeu e não conseguiu fazer o convite. Inclusive, falou que eu faltei com a educação, mas acho que quem faltou com a educação foi ele, porque teve este surto e a população estava ouvindo a sessão”, comentou o petebista.

Saúde: Siqueira rebate Muchila

Como faz de costume, o vereador Elígio Weschenfelder, o Muchila (PSB), declarou na sessão da Câmara de segunda-feira, 4, que a saúde de Venâncio Aires está um caos e que a comunidade está cansada do “blá, blá, blá” dos gestores. Logo após, o administrador do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM), Fernando Siqueira, que estava no Legislativo – acompanhado do presidente Juliano Angnes e do secretário de Saúde, Tiago Quintana – para falar a respeito da suspensão das consultas pediátricas por convênios e particulares no Pronto Atendimento, fez contraponto: “Afirmar que a saúde de Venâncio nunca esteve pior, posso tranquilamente comparar com outros municípios. E comparando, seguindo a sua manifestação e um raciocínio lógico, eu diria que Venâncio teve uma saúde de primeiro mundo tempo passado, então. Porque a qualidade que a principal casa de saúde entregou nos últimos anos em que estou convivendo aqui, em muitas vezes não foi reconhecida”. Por fim, ainda emendou: “Tenho muito orgulho de chegar em Porto Alegre, onde tenho a minha família, e dizer que faço parte desta cidade e deste hospital, porque muitas pessoas reconhecem a qualidade que nós temos aqui”.

Rapidinha

Vereador Ricardo Landim (União Brasil) informou, ontem, que o prefeito Jarbas da Rosa, o presidente e o administrador do HSSM, Juliano Angnes e Fernando Siqueira, respectivamente, vão participar de agenda no Ministério da Saúde, em Brasília, onde estão, para apresentar a situação da casa de saúde de Venâncio Aires. Quem marcou a reunião foi o deputado federal Osmar Terra (MDB), a pedido de Landim, que vai participar virtualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques