Chaleira Preta começa setembro com ‘Bagual Chefe’ que vai escolher o melhor cozinheiro da entidade

Jonatan da Silva será o responsável pelo jantar desta sext-feira, 6, no CTG Chaleira Preta (Créditos: arquivo pessoal)

Na sexta-feira, 6 de setembro, véspera de feriado da Independência, a cozinha do Centro de Tradição Gaúcha (CTG) Chaleira Preta, em Linha Bem Feita, recebe o 11º concorrente ao posto de ‘melhor cozinheiro do Chaleira’.

Denominado de ‘Bagual Chefe’, o concurso culinário terá, na noite, o concorrente Jonatan da Silva ‘pilotando’ o fogão. Ele que é coordenador artístico da entidade, vai preparar um cardápio com ‘Entrevero de carnes’, maionese de batata-doce, saladas verdes e pão. O valor do jantar, não ultrapassa a R$ 15, conforme previsto no regulamento do concurso.

O jantar é aberto ao público e as reservas podem ser efetuadas, até esta quinta-feira, 5 de setembro pelo telefone 99723-3284.


Trajetória

Jonatan conta que a família está no CTG há oito anos. “Nosso filho Gustavo começou a dançar na Invernada Mirim, aos poucos fomos criando gosto pela tradição gaúcha”, destaca. O tempo passou e quando Gustavo estava na Invernada Juvenil, Jonatan e a esposa, Marcela Camargo receberam o convite para assumir a coordenação da Invernada Juvenil.

“O convite foi feito pelo seu Oli Franco, patrão na época. Uma experiência muito boa e válida para o resto de nossas vidas. Muitos rodeios e viagens. Foi quando por várias vezes o almoço era Entrevero”, destaca.

O candidato a melhor cozinheiro do Chaleira acrescenta que por isso fez a escolha do prato para o concurso. “Para relembrar todos aqueles rodeios que marcaram muito nossas vidas”, acrescenta.

Atualmente, além de dançar na Invernada Xirú, o casal está à frente da Coordenação-Geral, considerado por Jonatan um grande desafio dentro do tradicionalismo.


  • “O entrevero é um dos pratos mais tradicionais do sul do Brasil. O próprio nome, derivado da língua espanhola, remete ao significado de “confusão de carnes.

No meio gastronômico, a confusão é mesmo uma delícia. A mistura de diferentes tipos de carne com legumes, batata, mandioca e itens defumados proporciona uma explosão de sabores ao paladar.

O entrevero conta com diferentes variações conforme a região onde você vai provar. Em cidades serranas, é comum a presença do pinhão e da carne de ovelha. Seu preparo remete ao tempo dos tropeiros quando as mercadorias eram transportadas de carroça por estradas de terra. Os carroceiros viajavam em grupos e passavam longos dias fora de casa, alimentando-se do que encontravam na estrada.

Também devido a essa história, o preparo mais comum do entrevero é em um grande tacho ou panela de ferro. Essa maneira de cozinhar os ingredientes faz a refeição entre amigos ainda mais divertida. Como não existe certo ou errado na hora de preparar o entrevero.”

  • Texto: enviado por Jonatan da Silva
  • Escrito por: Mauro Camargo, conhecido como Embaixador do Churrasco (julho 19, 2018)

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome