Querência da Mata: mais uma conquista

O Centro de Tradição Gaúcha (CTG) Querência da Mata, fundado em 4 de fevereiro, no ano 2000, na vizinha cidade de Mato Leitão, já pode comemorar mais uma conquista: o galpão da entidade. Mas para chegar a esta fase, muitas mãos se uniram, desde julho de 2019. Parada por conta da pandemia, a obra reiniciou em novembro do ano passado.

E, no último 1º de maio, o patrão Renato Dameda, aniversariante do dia, festejou a data com ‘mãos à obra’, acompanhado pela esposa, Angela Maria Bergenthal; o vice-patrão Eduardo Kessler e esposa, Camila Kessler, entre outros associados.

Objetivo inicial

Um curso de danças gaúchas de salão, que se inicia na sexta-feira, 6 de maio, é o objetivo inicial, no espaço. Por isso, os dirigentes e esposas, além de outros integrantes da entidade, ‘se puxaram’. De acordo com o patrão, o grupo ainda terá muito trabalho pela frente para deixar tudo em ordem, mas o essencial está pronto – “e com muita dedicação”.

O patrão ressalta o engajamento de todos os associados. No entanto, conta que, em alguns momentos se fez necessário a contratação de mão de obra. Ele destaca também o companheirismo da esposa, Ângela Maria, que o “apoia em todas as loucuras, sempre no costado”.

Querência atual

A entidade, integrante da 24ª Região Tradicionalista, tem atualmente 70 associados, somando-se às famílias são cerca de 200 pessoas. Localizada no Parque das Orquídeas, em Mato Leitão, no local há pista de laço, demais benfeitorias afins, e o galpão com 17 x 17 = 289 metros quadrados. “Enquanto o CNPJ do CTG estiver em vigor, o terreno é da entidade. Tudo feito legalmente entre as partes”, enfatiza, o patrão. Ou seja, em sistema de comodato com a prefeitura do município.

De acordo com Renato Dameda, que está à frente da entidade desde fevereiro de 2017, e – segue conforme estatuto até 2023 – em contrapartida, o Querência da Mata participa de eventos comunitários no município, como por exemplo: piquenique campeiro com os colégios, festa comunitária do colono e motorista, entre outras apresentações. O patrão acrescenta que, os eventos tradicionalistas integram o calendário de eventos municipal. Por conta disso, os auxílios à entidade são repassados, o que lhes proporciona viabilizar ações socioculturais e campeiras. Por conseguinte, arrecadar mais recursos para investir nas benfeitorias.

Serviços

  • Início do curso de danças: 6 de maio de 2022
  • Hora: 20h (sempre às sextas-feiras)
  • Professores: Andreas Finke e Ana Cristina Finke (credenciados pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG)
  • Valor: R$50 (casal)
  • Fandango de encerramento: 2 de julho (Seubv)

“A ideia é aos poucos reativar a Invernada artística Mirim e cultural. Vamos um passo de cada vez, com os pés no chão. Conforme os recursos vão entrando.”

Renato Dameda

Patrão do Querência

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques