Bourton on the Water, pequena Veneza no coração da Inglaterra

Vilarejos ingleses de puro charme: Bourton on the Water

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBourton on the Water é considerada a pequena Veneza da região de Cotswolds
Bourton on the Water é considerada a pequena Veneza da região de Cotswolds

Durante as férias de Natal aproveitamos para visitar familiares na região dos Cotswolds. Já falei aqui no blog (http://www.folhadomate.com/blog/da-europa70/2016/vilarejo-ingles-de-puro-charme-castle-combe)sobre este distrito encantador e que nunca falha em nos deslumbrar. A região dos Cotswolds é recheada de vilarejos idílicos, no coração da Inglaterra, formando um emaranhado arquitetônico histórico abraçado pela natureza pujante de pequenos vales e campos pastoris.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalImpossível não se deslumbrar com esta joia de cidadezinha
Impossível não se deslumbrar com esta joia de cidadezinha

Bourton on the Water é um desses lugarzinhos remotos, escondido entre pequenas colinas dos Cotswolds onde a vida parece ter outro ritmo, acalentado pelas águas calmas do rio Windrush que corta o vilarejo. Conhecida como a Veneza dos Cotswolds, a cidadezinha arranca suspiros pela formosura e originalidade de suas pontes antigas e meandros encantadores.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalVilarejo atrai muitos turistas, principalmente no verão
Vilarejo atrai muitos turistas, principalmente no verão
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalArquitetura antiga de puro charme
Arquitetura antiga de puro charme

A maioria das construções remonta ao século XVIII além de alguns casarios da era vitoriana. Frequentemente o vilarejo é apontado por guias turísticos como um dos mais lindos da Inglaterra. . E realmente faz jus pois passear por Bourton on the Water é retornar ao passado, é deixar-se levar pela magia das fábulas caminhando vagarosamente à beira do rio, atravessando uma e outra ponte, observando os patinhos nadando, maravilhada pela majestosa simplicidade que jorra em cada cantinho desta joia de vilarejo. Um cenário de cartão postal, de puro romantismo!Algumas ruelas da cidadezinha foram inclusive usadas como cenário para o seriado Downton Abbey.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBourton on the Water é simplesmente encantadora, até mesmo com tempo chuvoso
Bourton on the Water é simplesmente encantadora, até mesmo com tempo chuvoso

Até mesmo em dia de chuvisqueiro, como foi nosso caso, a cidadezinha é irresistível com suas graciosas construções na cor de mel. Por onde se passa, tranquilidade é a ordem do dia. O nome Bourton deriva do saxão “Burgh” (campos) e “Ton” (povoado) formando assim Bourton on the Water, povoado do campo à beira das águas do rio Windrush.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLojinha de balas e doces, parada obrigatória para toda família!
Lojinha de balas e doces, parada obrigatória para toda família!
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalNosso café (chá para o marido inglês!!!!) foi aqui. Delicia!
Nosso café (chá para o marido inglês!!!!) foi aqui. Delicia!

Com pouco mais de 3 mil habitantes o vilarejo esbanja charme e rapidamente percorremos suas cinco ou seis ruelas, repletas de cafés, salões de chá (parada obrigatória para saborear um bom “English tea” bolinhos deliciosos), lojinhas de antiquariados, pequenos hoteis, pubs e restaurantes.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalDe manhã, caminhando pelo vilarejo deserto
De manhã, caminhando pelo vilarejo deserto
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalcasinhas cor de mel, construções típicas da região de Cotswolds
casinhas cor de mel, construções típicas da região de Cotswolds

Entre as atrações turísticas encontra-se um aviário com mais de 500 pássaros e aves abrigando ainda um labirinto verde com diversão garantida às crianças e adultos. Para os amantes de automóveis antigos o museu da cidade destaca vários ícones do passado. O vilarejo em miniatura é outra atração muito popular, principalmente às famílias, pois reproduz as construções da cidadezinha em escala reduzida com a correnteza do rio tocando o antigo moinho e corais contando nas duas pequenas igrejas.

Durante a Idade Média a região dos Cotswolds era o centro da lã, fomentando a maior indústria da Grã-Bretanha da época. O nome surge justamente da atividade pastoril na cadeia de colinas da região (“Cots” = estábulos onde mantinham as ovelhas, “Wolds” = colinas). à 170km noroeste de Londres, esta região denota a essência da cultura britânica, permeada pela província interiorana e bucólica da Inglaterra rural. Paisagens recortadas por riachos límpidos e campos rurais repletos de ovelhinhas pastando descortinam vilarejos idílicos de casinhas cor de mel que parecem ter saído de um conto de fadas. Na minha opinião a região dos Cotswolds é a mais pitoresca da Inglaterra. é um passeio longe da metrópole, para alimentar a alma e se deslumbrar com a simplicidade da vida interiorana.

COMO CHEGAR -A melhor maneira para conhecer a região de Cotswolds é de carro. De Londres, são duas horas de carro. A região abrange uma área de 160km com centenas de vilarejos espalhados em vários condados, principalmente em Gloucestershire. Vale à pena percorrer a região por dois ou três dias. Bourton on the Water é um vilarejo ideal para pernoitar pois tem vários hoteis (B&B) e restaurantes. Período mais movimentado é no verão (final de julho e agosto), por isso recomendo uma visita na primavera (maio/junho) ou outono, durantes os meses de setembro e outubro.

[GALERIA_854]