Vilnius, uma capital compacta e acolhedora

Com pouco mais de meio milhão de habitantes Vilnius é pequena, comparada às metrópoles europeias. À primeira vista a capital lituana não aparenta calibre de cidade grande. Porque, na verdade, mantém suas características medievais intactas no centro histórico e seu jeito de ser é bem interiorano. Vilnius, no entanto, esbanja charme e simpatia através de seu povo acolhedor. Nesta época do ano o contraste arquitetônico de Vilnius, entre o novo e o velho, se destaca ainda mais. Se no centro histórico respiramos o passado da cidade entre canteiros floridos, do outro lado do rio Neris, Vilnius mostra seu espírito arrojado e próspero, entre o arvoredo de cerejeiras coloridas nesta época e os arranha-céus envidraçados abrigando sedes e escritórios de multinacionais. Vilnius prospera na área financeira e é considerada um pólo tecnológico e financeiro da região báltica. Desde a independência do país da União Soviética, em 1990, os lituanos vêm abraçando a modernidade seja na arquitetura como na esfera econômica. A Lituânia é um jovem país com história medieval! A maioria da população jovem fala inglês fluentemente criando um mercado de trabalho forte e promissor para empresas internacionais.

Com a primavera nos proporcionando dias longos e reluzentes, não nos surpreende a intensidade e variedade da programação social de Vilnius desta época. A euforia da nova estação é palpável pelas ruas da capital. Festivais de música animam cada canto da cidade atraindo milhares de visitantes. Pelos parques da cidade jovens e famílias se deliciam com os raios de sol cada vez mais frequentes. Pois a partir de agora os lituanos aproveitam cada minuto de tempo bom para saborear o calorzinho sob céu azul. Vilnius é compacta e despretensiosa, perfeita em suas imperfeições. O clima da cidade é marcado por extremos – gelo glacial durante os meses invernais infindáveis e calor quase tropical durante os verões curtos e ensolarados, de junho a agosto. A vida no clima congelado pode até durar mais meses, no entanto a vida eufórica durante a estação de calor é multiplicada, pois os lituanos desfrutam intensamente deste período florido e iluminado.

Primavera tardia em Vilnius

Durante os meses de maio, junho e julho Vilnius se reveste de alegria. A capital de caráter gelado do início do ano se transforma numa praça de alimentação a céu aberto, calorosa e acolhedora. Passear em Vilnius é pura tranquilidade! Pode-se visitar facilmente todo centro histórico caminhando, seja numa escapada romântica ou num fim de semana de agito para borbulhar na noite lituana. As ruas do centro histórico formam um labirinto medieval emoldurado por charmosos casarios e palacetes. Entre uma esquina e outra, pequenos pátios internos parecem sussurar a felicidade da nova estação. Do alto do Monumento das Três Cruzes ou da Torre de Gediminas pode-se contemplar o por do sol norte-europeu mansinho desta época, depois das nove horas da noite. A capital lituana é puro encanto, um baú de surpresas espalhadas em cada canto. Um destino europeu ainda desconhecido do turismo de massa com muita história e incontestável arquitetura barroca.

A capital lituana nos faz viajar no tempo. Num piscar de olhos retornamos a dois, três até cinco séculos atrás caminhando pelas ruelas antigas ou saboreando a culinária lituana com uma boa cervejinha acompanhada de pão de alho frito, observando o vai-e-vem no centro histórico. Neste período muitas ruas e travessas permanecem fechadas ao trânsito e cada pedacinho do calçamento é preenchido com mesinhas e banquetas sob tendas e gazebos. Bares e restaurantes capricham na decoração e criam cardápios especiais destacando pratos leves, saladas e caldos frios. Entre estes, a sopa rosa de beterraba, a queridinha dos lituanos. Vem pra Vilnius, e descubra esta capital surpreendente!

Lituanos adoram pão de alho frito

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques