Mulheres na política

Apesar de ser um município jovem, que completa 30 anos neste domingo, 22, Mato Leitão é um destaque quando o assunto é representação feminina na política. É não é de agora. Desde a primeira gestão municipal, as mulheres tiveram representação no poder Executivo e Legislativo, algo que até hoje é um desafio na maioria das cidades.

Primeira prefeita, a professora aposentada e ex-diretora do Colégio Poncho Verde, Eunice Heuser (PDT), é uma das lideranças de maior protagonismo na história da Cidade das Orquídeas. Além de ter chefiado a Prefeitura na primeira gestão, foi vice-prefeita no segundo mandato do prefeito Carlos Bohn (2009-2012) e ocupou diversos cargos na Administração Municipal, como secretária de Saúde, Agricultura, Educação, Administração e de Assistência Social, Habitação e Cidadania. Além disso, Eunice foi coordenadora adjunta da 16ª Coordenadoria Regional da Saúde do Vale do Taquari, entre 2013 e 2014, por indicação do então Secretário Estadual da Saúde Ciro Simoni.

Desde o ano passado, está em casa, depois de ter se afastado da Secretaria de Assistência Social, quando o marido teve Covid-19 e ficou cerca de 60 dias hospitalizado. Apesar disso, segue atuante na Comunidade Católica Santa Inês, na qual integra a diretoria.

Entrevistá-la é uma verdadeira aula de história sobre Mato Leitão. Um pouco dessa história pode ser conferida no caderno especial que circula nesta edição. Aliás, nessas três décadas de emancipação política e administrativa, outras personagens femininas importantes também se destacam. Carmen Goerck (Progressistas) atuou como vice-prefeita de 2001 a 2008, nos dois mandatos do prefeito João Aurélio Wildner, e foi prefeita na gestão 2013/2016. Também segue ativa no envolvimento comunitário, como integrante do CTG Querência da Mata e do Rotary Club Venâncio Aires.

Outro nome importante a ser lembrado é o da progressista Loraci Hinterholz Schwengber. Ela foi eleita em cinco mandatos consecutivos como vereadora, desde o início da gestão municipal, em 1993 até 2012. Atualmente, são vereadoras Clair Bernardete Sell Konrad (Progressistas) e Marcela Machry Eggers (PDT). Que o exemplo de Mato Leitão se multiplique para outros município!

Búfalos em Passo do Sobrado

Mulheres na política
Marina com Cigana, a búfala de estimação da família Ferreira (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Passo do Sobrado ficou conhecido pela criação de bubalinos, e em especial com a Festa do Búfalo – evento que teve a última edição em 2017. Nos últimos anos, o assunto não tem sido muito abordado. Para o caderno especial alusivo aos 30 anos do município, que circula na edição de hoje, a Folha do Mate buscou resgatar o assunto, a partir do exemplo de criadores do animal e empreendedores que projetam a produção de embutidos à base de búfalo. Atualmente, são 15 produtores de bubalinos e a intenção da Prefeitura é retomar a Festa do Búfalo no próximo ano.

Nesta semana, os colegas Marina Mayer e Roni Müller foram até a localidade de Campo do Sobrado, no interior de Passo do Sobrado, para conhecer a criação da família Ferreira. O que mais chamou atenção foi a Cigana, a búfala de estimação da família, que tem um ano e meio. Como todo bom repórter, Marina foi corajosa e fez carinho na Cigana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques