Check-in na UPA

Nesta semana, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Venâncio Aires deve receber o primeiro ‘Check-in autoSaúde 19’, um totem que faz a aferição da temperatura por imagem térmica infravermelho e também verifica se a pessoa está ou não usando máscara, com câmera HD. O projeto-piloto é da Autosoft, que pertence ao grupo da empresa venâncio-airense Automate.

Segundo o diretor da empresa, Henrique Rosa, com telas amigáveis e interativas, o software faz o reconhecimento facial e emite alertas visuais e sonoros. A partir destes sinais, é possível liberar ou não o acesso de visitantes ou funcionários, por exemplo. Tudo é configurável, conforme a necessidade do cliente.

A tecnologia permite acessar, de forma remota, um banco de dados, além de permitir que seja inserido um cadastro de pessoas testadas para Covid.

Este é um exemplo claro do quanto a tecnologia e a inteligência podem atuar à serviço da população e o melhor, feito na nossa cidade.

Alerta vermelho

A pandemia segue sendo prioridade na agenda política, econômica e social mundo afora. Em Venâncio e região não é diferente. Por aqui, os prefeitos temem uma bandeira vermelha na classificação de Distanciamento Social do governo gaúcho. Bandeira essa que pode levar os municípios a terem que voltar a fechar comércio e indústrias. Ninguém quer isso, porém, a sensação de muitos é de que estamos voltando à normalidade.

No entanto, conforme o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, a pandemia continua acelerando no mundo. Um milhão de casos foram registrados em apenas oito dias, em diferentes países. “Sabemos que a pandemia é muito mais que uma crise de saúde, é uma crise econômica, social e, em muitos países, política. Seus efeitos serão sentidos durante décadas”, disse ele, ontem, em manifestação virtual.

Não voltamos à normalidade

O calorzinho em solo gaúcho, registrado nos últimos dias, fez muita gente esquecer das suas obrigações em tempos de pandemia – uso de máscaras e não fazer aglomerações.

Não é hora de afrouxar! Quem sabe disso melhor do que ninguém é quem atua na linha de frente, os profissionais de saúde – os quais devemos destacar sempre – mas também os fiscais da Prefeitura e a Brigada Militar que, muitas vezes, são criticados pelas operações e abordagens, enquanto estão atuando pela segurança de todos nós. Eles merecem nosso respeito e nosso aplauso!

Na conta do tabaco

Mais um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados busca colocar, na conta das indústrias do tabaco, os prejuízos com a saúde pública. Um projeto apresentado pela deputada Lauriete (PL-ES) busca dobrar os tributos incidentes sobre os cigarros. Com base em dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) a parlamentar justifica que fumar aumenta o risco de contrair infecções bacterianas e virais, como a Covid-19.

O objetivo é desestimular o consumo e possibilitar ainda maior arrecadação para a saúde.
Propostas semelhantes a essa já tramitam há mais tempo e têm, basicamente, as mesmas finalidades. Um projeto de 2019, por exemplo, eleva a tributação sobre o comércio de cigarros, destinando a arrecadação para o diagnóstico e tratamento de câncer.

Um outro, de 2015, cria a Cide Tabaco, uma espécie de taxa que seria direcionada para a política nacional de controle ao tabaco e para o apoiar o Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento das doenças causadas pelo tabaco.

CNH terá prazo de validade ampliado

A Câmara dos Deputados pode votar, hoje, o projeto que reformula o Código de Trânsito Brasileiro. Entre outras medidas, o projeto aumenta a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos. Se aprovado, os condutores com até 50 anos poderão renovar a CNH a cada dez anos. Porém, o prazo atual, de cinco anos, continuará para aqueles que têm idade igual ou superior a 50 anos.

Além disso, a renovação a cada três anos, exigida para aqueles com 65 anos ou mais atualmente, passa a valer apenas para os motoristas com 70 anos de idade ou mais.


“Investir em um período de crise é sempre um desafio que exige muito mais controle, conhecimento, expertise, enfim, profissionalismo! Esperamos que o programa Cidade Empreendedora nos ajude a tornar o nosso empreendedor local mais competitivo no cenário global.”
CLAUDIO SOARES
Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Venâncio Aires ao destacar os desafios da economia, mas também as oportunidades, por meio do programa do Sebrae, lançado ontem. Venâncio Aires é o único município da região que participa da iniciativa.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome