Não é hora de passear

Departamento Municipal de Turismo de Venâncio Aires observa que empreendimentos turísticos também permanecem fechados para visitação neste período de enfrentamento da pandemia do coronavírus.

“Agora não é hora de passear, é hora de ficar em casa”, observa a coordenadora municipal de Turismo, Angelica Diefenthaler (foto).

Segundo ela, no último fim de semana, muitas pessoas procuraram pontos turísticos do interior de Venâncio Aires. “Não é hora de conhecer o que não conheceu ainda no município.”

Quem contatou a Folha para manifestar preocupação com essa situação foi o empreendedor Cássio Paraguai, que possui um mirante em Vila Santa Emília, o mais recente empreendimento de turismo rural do município. “O povo não sabe o que é quarentena”, lamentou.

Região tem cinco casos de coronavírus
A região dos Vales confirma os primeiros casos de coronavírus. Lajeado tem três casos confirmados, Estrela um e Cruzeiro do Sul também um. O primeiro paciente de Lajeado infectado com o Covid-19 é um homem de 57 anos, que está internado na UTI do Hospital Bruno Born. Ele viajou em um cruzeiro marítimo pela costa brasileira, no começo de março. O caso foi confirmado no sábado, 21.

Os outros dois casos foram confirmados no domingo e são de duas pessoas que viajaram para a Suíça e retornaram no dia 15 de março. Um deles é um homem de 57 anos, que está isolado em casa. O outro caso é de um jovem de 22 anos, que também está em isolamento domiciliar. Já o caso de Estrela é de uma mulher de 20 anos. Ela foi infectada durante viagem para a Irlanda, da qual ela retornou dia 18 de março. Ela está isolada em casa e passa bem.

O último caso foi confirmado ontem à tarde, em Cruzeiro do Sul. Não foram divulgados mais detalhes sobre esse caso.


“Não é hora de brincadeira, não é hora de mentira.”
Ramon Schwengber
Secretário municipal de Saúde de Venâncio Aires ao falar sobre as fake news envolvendo o coronavírus. Ele disse que o Município tem total apoio da Polícia Civil e Brigada Militar e que irá fiscalizar a origem de cada informação falsa que for divulgada em Venâncio.


Distância
Em entrevista, ontem, à rádio Terra FM, o secretário municipal de Saúde, Ramon Schwengber, observou que durante compras em supermercados e farmácias, por exemplo, o ideal é que os clientes e atendentes mantenham uma distância de, pelo menos, 1,5 metro um do outro.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome