O atraso nas notificações da Covid

Nos últimos dias, diversos leitores e internautas estão perguntando sobre as notificações de casos de coronavírus em Venâncio Aires. Isso porque o número divulgado pela Prefeitura de Venâncio Aires e repercutido na imprensa local e regional é diferente dos dados apresentados pela Secretaria Estadual da Saúde (SES).

A própria Prefeitura, ainda na segunda-feira, 11, informou que a Vigilância Epidemiológica lança os dados locais no sistema diariamente. No entanto, desde que o Estado autorizou a contabilizar os demais exames, o sistema tem apresentado oscilações, o que causa demora no repasse de dados.

Este ‘atraso’ esconde a dimensão correta dos casos, não apenas de Venâncio Aires, mas de todo o Rio Grande do Sul. Para se ter ideia, o site informava, no fim da tarde desta quarta-feira, 13, que Venâncio tem 49 casos, enquanto que o município já confirmou 101 casos.

Além disso, conforme a Secretaria Estadual de Saúde, os resultados dos testes rápidos – que não são apurados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (Lacen) – são computados apenas duas vezes por semana.

Estatísticas

Estudo divulgado ontem pelo Governo do Estado e pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) mostra que 24.860 pessoas já podem ter sido infectadas por coronavírus no Rio Grande do Sul, um número nove vezes maior do que mostram os dados oficiais.

Como bem resumiu o coordenador da pesquisa e reitor da UFPel, Pedro Hallal, “existe uma parte visível, representada pelas estatísticas oficiais, e uma parte submersa, que precisa ser conhecida para que sejam tomadas as melhores decisões para o seu enfrentamento.”

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome