Paredão Pires existe

Créditos: Edemar Etges

A Folha do Mate está presente e acompanha a movimentação do interior do nosso município desde a sua fundação. A relevância do campo, a união das nossas comunidades, a riqueza produzida, as iniciativas e projetos desenvolvidos são contados nas páginas da Folha desde 1972. Nesta semana, o repórter Edemar Etges percorreu quase 120 quilômetros (ida e volta) para acompanhar um curso de costura ministrado para produtoras rurais na localidade de Linha Alto Paredão Pires, divisa com Boqueirão do Leão, notícia que compartilhamos com leitores na página 22 da edição impressa deste sábado e que também pode ser lida no link abaixo.

LEIA:
Curso de costura ensina agricultoras a transformar peças de roupa

Não trata-se, apenas, de um curso de costura. É o fator social que devemos destacar. Lendo a matéria do colega, me despertou, assim como chamou a atenção da equipe volante do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), uma frase que os profissionais ouviram durante uma das idas à localidade: “Vocês não esqueceram de nós e lembraram que o Paredão Pires existe”.

A frase foi a forma que os participantes encontraram para agradecer as capacitações realizadas pela Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social e Emater com apoio do Sindicato Rural de Venâncio Aires.

Sim, Paredão existe! E estamos aqui para compartilhar e contar estas histórias. Parabéns a todos envolvidos e que levam oportunidade, transformação e integração para estas mulheres agriculturas.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome