Preço da gasolina em Venâncio está acima da média do RS

Média dos preços dos combustíveis em Venâncio, em consulta feita na tarde de ontem

Uma ferramenta da Receita Estadual permite que a população acompanhe a variação dos preços dos combustíveis em todas as cidades gaúchas. Inclusive, o cidadão pode comparar como está a flutuação em relação a municípios próximos ou de porte semelhante, por exemplo, observa o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira.

Trata-se do ‘Receita Dados’, disponível no portal de transparência da Receita. As informações são atualizadas todos os dias e incluem os preços da gasolina comum, etanol, óleo diesel S-10 e óleo diesel S-500.

Na consulta realizada na tarde de ontem, o preço médio da gasolina comum, em Venâncio Aires, era de R$ 4,05, mais do que a média do Rio Grande do Sul, que estava em R$ 3,98. Na comparação regional, Venâncio também tem a gasolina mais cara. A média de Lajeado é de R$ 3,79 e a de Santa Cruz do Sul é de R$ 3,97.

A Folha do Mate realiza o levantamento do preço da gasolina todos os meses, em 18 postos de combustíveis de Venâncio Aires. No levantamento realizado dia 27 de abril, o valor médio da gasolina comum estava em R$ 4,007, o menor valor dos últimos dez meses.

Mais agentes de endemias
para atuar no combate à dengue

A Prefeitura de Venâncio Aires vai contratar mais dez agentes de endemias para atuar no combate à dengue em Venâncio Aires. Por meio de um processo seletivo público simplificado, os profissionais selecionados atuarão 40 horas semanais e os contratos terão validade por seis meses, podendo ser renovados por mais seis meses.

O edital com os requisitos para os interessados em participar da seleção deve ser lançado, segundo a Assessoria de Comunicação e Marketing, nos próximos dias. Atualmente são quatro funcionários ligados ao setor de endemias, mais um bioquímico, que coordena o grupo.

Segundo a legislação, para cada 800 imóveis é necessário um agente. Sendo assim, Venâncio deveria contar com 27 servidores neste setor. A partir do processo seletivo anunciado Venâncio terá 15 servidores. As contratações integram as ações para diminuir a proliferação do mosquito transmissor da doença.

Formatura no sistema drive-thru

Foto: Josemar Santos/ AI Unisc

A pandemia de coronavírus impacta, inclusive, na sonhada formatura do ensino superior. No lugar da cerimônia de colação de grau, um ato rápido e ao ar livre. É o que fez a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), na última semana. Atendendo todas as recomendações das autoridades sanitárias, a instituição realizou uma formatura de gabinete especial no sistema drive-thru. A colação ocorreu em frente ao Auditório Central, de forma escalonada, para oferecer aos alunos que se formaram a possibilidade de receber o diploma em segurança.

De acordo com o pró-reitor Acadêmico, Rolf Fredi Molz, a solenidade foi organizada de forma individualizada, de 10 em 10 minutos, onde cada formando foi orientado a comparecer em horário específico, respeitando o distanciamento, usando máscara e sem a presença de familiares ou convidados. “É um ato necessário e importante que estamos fazendo de uma forma mais simples, mas que conta com todo um processo de assinatura de atas para a obtenção do diploma, onde o formando também faz o juramento da profissão que ele escolheu”, explicou.

Segundo a universidade, também foi disponibilizado álcool gel e não foi permitido qualquer tipo de contato, como abraços e apertos de mãos.

  • Missas presenciais
    A Paróquia São Sebastião Mártir retomará as missas presenciais no próximo sábado, 30.
    Medidas de higienização devem ser divulgadas em nota pela paróquia, ao longo do dia de hoje. No entanto, as celebrações ocorrerão apenas com 25% da capacidade total de público.
    De acordo com o padre Rodrigo Hillesheim, as missas serão retomadas, mas com horários restritos. Inicialmente, as celebrações com a presença de fiéis ocorrerão somente, nos sábados, às 18h e; nos domingos, às 8h30min.
  • Hidroxicloroquina
    A Organização Mundial da Saúde (OMS) suspendeu os testes com a hidroxicloroquina, medicamento para malária, em pacientes com Covid-19 em razão de questões de segurança. A informação foi divulgada ontem pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome