“Todo mundo está cansado de ver inocentes morrerem”

Em entrevista ao programa Terra em Meia Hora, ontem, a capitão da Brigada Militar de Venâncio Aires, Michele da Silva Vargas destacou o sentimento da corporação após a tragédia que culminou com a morte da soldado Marciele Renata dos Santos Alves, de 28 anos, na segunda-feira, 25.

Apesar do sentimento de dor e consternação, ela disse que o dever de proteger a comunidade segue e que o grupo precisa se manter unido e forte. Durante entrevista ela falou dos desafios da segurança pública, admitiu que o efetivo local está abaixo do ideal e fez críticas duras ao sistema penal brasileiro. A comandante defendeu uma atualização com urgência das leis para acabar com a impunidade que ‘protege’ os criminosos. “Isso não é mais aceitável”, desabafou.

Para ela, a comunidade precisa cobrar dos deputados federais essa mudança. “A legislação penal do nosso país precisa ser repensada ou mais pessoas irão morrer. Todo mundo está cansado de ver inocentes morrerem.”

Indicadores da criminalidade
Ainda durante a entrevista, a comandante da Brigada Militar revelou que dos indicadores de criminalidade de Venâncio Aires, três estão no vermelho. Tratam-se do roubo a pedestre, roubo de veículo e feminicídio. Ou seja, na análise destas estatísticas, o número de ocorrências deste ano já é maior do que o registrado ao longo de 2018.

Foram 31 roubos a pedestres em 2018, enquanto que neste ano o número já chega a 46. No ano passado foram 17 roubos de veículos, contra 27 registrados em 2019. O terceiro indicador é o feminicídio. Em 2018, Venâncio registrou um caso e neste ano, dois casos entraram para as estatísticas até meados de novembro.

Por outro lado, as estatísticas mostram que Venâncio vem reduzindo muitos outros crimes, como por exemplo, os homicídios e abigeatos. A atuação de uma patrulha no interior de Venâncio Aires é, segundo a capitão, fundamental na proteção das propriedades. Foram 32 abigeatos no ano passado, contra 15 registrados até o momento.

Dinheiro em casa
Capitão Michele da Silva Vargas falou do perigo de guardar grandes quantidades de dinheiro, em espécie, em casa. A orientação, segundo ela, é sempre optar por transações bancárias e tomar cuidado com as informações divulgadas sobre pagamentos.

Durante entrevista, a policial destacou que no interior, principalmente em propriedades com produção de tabaco – onde são contratados diaristas –  muitas vezes o produtor não verifica os antecedentes do profissional contratado e este pode acabar servindo como informante de criminosos.

Uma dica importante para os produtores de tabaco, principalmente neste período dedicado à colheita e venda da safra.

EXPECTATIVA DE VIDA – A expectativa de vida ao nascer no Brasil subiu para 76,3 anos em 2018, segundo informações divulgadas ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2017, a expectativa de vida era de 76 anos, ou seja, aproximadamente três meses a menos do que em 2018.

SALÁRIO MÍNIMO – Governo Federal confirmou nesta semana a previsão do salário mínimo para 2020. O valor divulgado pelo Ministério da Economia é de R$ 1.031 no próximo ano. O Orçamento inicial de 2020 encaminhado ao Congresso previa que o salário fosse de R$ 1.039. A diferença é explicada por uma previsão menor de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques