A retomada do amador

No domingo teremos bola rolando pelo interior de Venâncio Aires por meio do Campeonato A Liga. Desta vez a torcida é pela sequência da competição. Já teve uma rodada e uma paralização no fim de semana seguinte. Agora, com novas medidas protocolares e o cumprimento de algumas exigências quanto a vacinação, a tendência é da competição andar com as próprias pernas.

Teremos um fim de semana marcado também com os jogos pela Taça da Amizade de Bocha. Com a liberação gradual de público nos ginásios, a tendência é pela retomada dos jogos finais da Copa Monte de Futsal. Isso deve se confirmar a partir do dia 10.
Com o retorno destas e outras modalidades e principalmente a liberação de público nas praças esportivas, estamos dando os primeiros passos para a ‘engrenagem’ voltar a funcionar.

Projetando as finais

Assim que saiu a informação quanto a liberação de público nos estádios, a Lifasc, campeonato de futebol amador de Santa Cruz, já se mobiliza para a realização das finais de 2019. Guarani e Rio Pardinho são os finalistas nos titulares. Tendência da disputa do título é para o mês de novembro.

Em Venâncio Aires ainda está em aberto a decisão da Copa Serrana de 2020. Talvez muitos nem se lembram mais quem são os finalistas. Apenas para refrescar a memória, temos São Luiz e Avante na disputa do título dos titulares. Aert e River Plate são os finalistas entre os aspirantes.

Presente ‘grego’

Neste 3 de setembro, quando o Guarani comemorou 92 anos, a equipe acabou sofrendo a quinta derrota em seis jogos na Divisão de Acesso. Foi por 2 a 1 para o São Gabriel, fora de casa. Se continuar com essa campanha medíocre, a tendência é cair. Se fala e fala em reação mas nada se confirma dentro das quatro linhas. Não é possível acreditar que os jogadores escolhidos a dedo não consigam dar uma resposta. A direção ‘achou’ que pudesse resolver parte daquilo que não vinha dando certo e para isso optou na mudança do comando técnico. Saiu o Wiliam, veio Rodrigo Bandeira e o que mudou? Em termos de atuação, nada. Então o problema não era o treinador. Não é por falta de motivação que os resultados não estão vindo. A qualidade técnica do conjunto que se pensava ser uma coisa é na realidade bem outra. O Guarani carece de qualidade. Ao menos isso é o que se observa ao longo dos jogos. Tomara que o clube consiga sair dessa.

TOMA LÁ, DÁ CÁ

# No campeonato A Liga, a equipe que for flagrada com um jogador em campo sem ter se vacinado, perderá os pontos do jogo. Bem justo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques