Despedida indigesta


O Guarani completou diante do Lajeadense a série de sete jogos em casa na primeira fase da Divisão de Acesso. Na quinta-feira, 9, o Guarani jogou pouco para quem pretendia ao menos vencer um clássico dentro de casa. Nos clássicos no Edmundo Feix o Guarani somou apenas um ponto em nove disputados. Contra um Lajeadense bem postado, o Guarani não demonstrou alternativas para ‘furar’ as linhas. Começou de forma elétrica o segundo tempo, chegou a marcar um gol mas esse foi anulado pela arbitragem. Foram 10 minutos de intensidade e deu. Depois foi só o Lajeadense equilibrar as ações para tomar conta do jogo. No final o clube de Lajeado marcou um belo gol com Luan Farias. Daí entrou o desequilíbrio emocional do Guarani. Foram dois jogadores expulsos. O Rubro-negro sequer ‘abafou’ o Lajeadense mesmo quando estava 11 contra 11. Sem Júlio César e Ferdinando, o Guarani ficou sem alternativas de maior qualidade e criação no meio campo. Passou a depender de Chiquinho que não infelizmente não emplacou.
O Guarani encerra sua participação no domingo quando enfrenta o Galo, fora de casa. A tendência é de outro resultado negativo. Na defensiva o Guarani terá que se remontar pois os desfalques por lesão e suspensões estão aí.
O Guarani ao menos não caiu mas isso é bem pouco para quem lá no começo da temporada defendia a questão de passar de fase e talvez até chegar. Ficou só na vontade.

Poliesportivo te espera…
Domingo é dia de conferir, apoiar e vibrar em mais um jogo da Assoeva no Poliesportivo pela Liga Nacional de Futsal. Embalada na competição com uma boa série de vitórias conquistadas fora de casa, a Assoeva está invicta diante do seu torcedor. Domingo o adversário será o Pato que vem com Sinoê & Cia.

TOMA LÁ, DÁ CÁ

Dionas Bruno, artilheiro do Guarani na Divisão de Acesso, no banco de reservas para Neréa em um clássico. Vai entender.

Atacante Bruno Nunes, do Guarani, ao longo de todo o primeiro tempo no clássico, teve um arremate de fora da área em gol. Participação foi mais aquém ainda no segundo tempo quando acabou sendo substituído.

Quando subiu a placa de substituição indicando a saída do camisa 10 do Guarani, Chiquinho, teve torcedor do na arquibancada erguendo as mãos e dizendo “até que enfim”.

Roger Kath foi o destaque isolado do Guarani no clássico. Fez no mínimo duas boas defesas no segundo tempo quando ainda estava 0 a 0. Goleiro estava pendurado, levou o terceiro amarelo e não joga contra o Galo.

Copa Serrana confirmada para este domingo. Enfim vamos ter a rodada de ida da fase semifinal. Que a retomada venha para ficar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques