Adversário da Assoeva está empolgado com as finais

A Assoeva faz o primeiro jogo da decisão no Centro Esportivo São Luiz, em Canoas, contra a SER Alvorada, primeira colocada no grupo B e que chegou à final da Série Ouro 2019 eliminando União Independente e Rabelo.

Conta com um ataque promissor com 91 gols marcados, sendo superado apenas pela Assoeva. A Ser Alvorada tem apenas 3 derrotas em 20 jogos. É uma equipe superior às demais que disputaram a Série Ouro e certamente exigirá da Assoeva mais atenção nestes jogos finais.

O Alvorada vem mandando seus jogos em Canoas pois em Alvorada existe apenas um ginásio público e este receberia reforma em setembro, porém não aconteceu.  Como a diretoria da SER Alvorada havia fechado a parceria com a cidade de Canoas, ela ficou mantida até o fim da competição gaúcha.

O ginásio tem capacidade para 700 pessoas e a expectativa é de lotação máxima no sábado. As dimensões da quadra são 18 x 36, ou seja, reduzidas em relação às quadras que envolve clubes da Liga Nacional, por exemplo, que são de 20 x 40.

Artilheiros

Diante do Paulista, no jogo de volta das semifinais, a Assoeva não encontrou dificuldades e esteve focada desde o início. O quarteto B formado por Darici, Giba, Torres e Tuiú se destacou em relação ao time principal, que não contou com Vinicius Scola, suspenso. O artilheiro retorna para os confrontos finais. Com 21 gols, Scola está atrás de Thauan Souza, ex-Alvorada (23 gols) e do goleador geral Xandy, do Rabelo, com 33 gols.

Convocação

O marketing da Ser Alvorada trabalha forte para receber a Assoeva no ginásio São Luiz, em Canoas, neste sábado. Certamente o ginásio estará lotado para encarar a “forte Assoeva”, como destaca um post desta semana nas redes sociais do clube.

Um minuto

# Convite: “Foram meses de trabalho e dedicação que foi recompensada com esta grande final. O leão Alvoradense convoca toda sua torcida para lotar o Centro Esportivo São Luiz”, diz um trecho de uma postagem da SER Alvorada.

# Assespe chegou pelas beiradas e tem grande possibilidade de avançar às semifinais do Regional. Tarefa do Flor de Maio ficou mais complicada, pois depende dos pênaltis para se classificar.

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome