Guarani 2019: a busca por espaço

Foto: Rui Borgmann / Invoga AssessoriaGuarani trabalha até o dia 23 de dezembro e retorna no dia 3 de janeiro a preparação para a Divisão de Acesso do RS
Guarani trabalha até 23 de dezembro e retorna no dia 3 de janeiro a preparação para a Divisão de Acesso do RS

Guarani abriu a temporada na tarde de ontem com um grupo muito jovem. Diferente de outros anos, a experiente comissão técnica, liderada por Leocir Dall’Astra, terá a missão de lapidar esses atletas, alguns ainda em fase de desenvolvimento. O auxiliar Chicão Bertram viveu o mesmo período em diversas oportunidades ao trabalhar com jovens promissores recém saídos da base e integrados ao elenco profissional. É o caminho escolhido pelo Guarani para disputar a Divisão de Acesso.

Reciclagem Responsabilidade e personalidade foram os predicados mais usados pela comissão técnica e pelo empresário Fernando Otto na apresentação dos cerca de 25 jogadores, alguns deles com 15 anos. Ficou bem claro que o clube vive um período de reciclagem. A ideia, pelo menos neste início de trabalho, é formar uma equipe com folha reduzida, priorizando os atletas novos que buscam espaço no cenário estadual e visando a investimentos futuros.

GoleadaO Pato Futsal amassou o Atlântico no primeiro jogo da decisão da Liga Futsal e leva vantagem para o jogo de volta em busca do título inédito em Erechim. Para o time gaúcho, uma vitória simples basta para levar a prorrogação. Reverteria a vantagem do adversário e jogaria pelo empate. O Pato eliminou Marreco, Corinthians e Sorocaba nas fases anteriores. Já o Atlântico bateu Assoeva, Minas e Marechal Rondon.

Seleção do BrasileirãoNa tradicional premiação da Bola de Prata, da Revista Placar, que aponta os melhores de cada posição no Brasileirão, a dupla Gre-Nal esteve representada por quatro jogadores na seleção do campeonato. Pedro Geromel e Everton, do Grêmio, e Victor Cuesta e Rodrigo Dourado, do Inter. Geromel conquistou a Bola de Prata pelo quarto ano consecutivo, fato inédito na história do prêmio.

Renovação O velho Douglas define sua permanência no tricolor para 2019. O Tricolor propõe reduzir de R$ 400 mil para R$ 200 mil seu salário mensal e o Vasco entra na disputa para levar o meia que completa 37 anos em fevereiro. Renato quer contar com o Maestro Pifador para a nova temporada.